• 15ºC
    Barbacena, MG Previsão completa
  • Por que a felicidade do outro me incomoda tanto?

    Felicidade é tudo aquilo que desejamos para nós e para os outros. Felicidade é uma condição altamente ambicionada embora saibamos que a vida tem seus altos e baixos.

    Ser feliz o tempo todo é humanamente impossível: a vida é repleta de lições necessárias também embaladas em lágrimas e dor.

    E, sem perceber, nos incomodamos com a felicidade dos outros sem considerar que eles também têm seus dias de luta e glória. Que ninguém tem uma vida plena, tal como a sonhada.

    Mas cuidado! Desejar a felicidade dos outros nos adoece!

     

    • O que é felicidade?

     

    A definição de felicidade nos remete à sensação de bem-estar que nos acompanha. Estar feliz é diferente de ser feliz. Estar feliz segue a máxima de que a felicidade está nos detalhes, nos momentos que vivemos. Ser feliz que dizer que, apesar de todos os problemas que vivenciamos todos os dias, somos capazes de ser felizes e agradecidos por tudo isso. E gratidão é uma palavra importante nesta história. Quem é feliz é agradecido por aquilo que tem e conquistou.

     

     

    • É possível alguém ser feliz o tempo inteiro?

     

    Claro que não! Ser feliz o tempo inteiro não é possível nem saudável. As redes sociais estão repletas de pessoas se mostrando felizes o tempo todo. Mas isto não é a realidade. Durante um único dia vivenciamos experiências e sentimentos dos mais variados: ficamos tristes e felizes num único dia. Salvo aqueles dias especiais em que a felicidade é parceira constante, quanto naqueles dias tristes em que nossa essência é colocada à prova.

    Diferentemente do que as redes sociais nos mostram, as pessoas TENTAM ser felizes o tempo todo. Mas não são. A busca por essa eterna felicidade é tão perigosa quanto viver deprimido. Os extremos nunca nos trazem bons aprendizados e vivências.

    E precisamos ter apurada esta percepção, caso contrário adoeceremos nossas mentes e corações em busca de uma ilusão.

     

     

    • Por que algumas pessoas tendem a querer vivenciar a felicidade das outras?

     

    Tão antiga quanto o mundo, a vontade de querer ser o outro, baseado apenas naquilo que ele nos mostra, faz a ‘grama do vizinho parecer mais verde’. E aí muitas pessoas tendem a cobiçar aquilo que seus olhos veem.

    Mas o outro não fala sobre os apertos financeiros que passaram para fazer aquela viagem maravilhosa, para ter aquele carro espetacular, dentre outros elementos puramente materiais. E aqui vou chamar a atenção para o fato de que ser feliz não é apenas possuir bens materiais. Ser feliz é muito mais do que o dinheiro pode comprar.

    Mas se eu não perceber que cada um tem a vida que lhe cabe e que somente ele pode transformar a própria realidade em prol do que deseja, a felicidade do outro vai me incomodar muito.

    Querer ser aquilo que não é, desejar ser alguém que não é, é perigoso, doentio até.

    As pessoas são tão diferentes quanto suas histórias. E quando falamos de histórias pessoais, cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é!

    E até para admitir que não se é feliz o tempo todo precisa viver a vida de verdade. A sua própria! Não a do outro!

     

     

    • Como cada um de nós pode ser feliz dentro de nossa própria vida?

     

    Muitos já procuraram e ainda procuram a chave da felicidade. Felicidade plena não existe. Existem momentos felizes, pessoas especiais, recordações maravilhosas, almoços simples, recadinhos de amor, uma bela amizade. Felicidade é isso!

    Viver cada momento intensamente é ser feliz! Mesmo que o momento seja ruim e doloroso. Nossa vida é um eterno alto e baixo. E o que vivenciamos não volta mais. Nem aquilo que deixamos de viver por querer ter a  vida do outro.

    Assim, aceite a vida que você tem. Aceite a pessoa que você é. Batalhe por se transformar numa pessoa melhor e conquistar aquilo que deseja.

    Não deixe que aquilo que o outro exibe faça sombra na sua felicidade.

    Seja você! Seja feliz do seu jeito!

     

     

    NOTA DA REDAÇÃO – Valeska Magierek é Psicóloga e Neuropsicóloga; atua há mais de 20 anos na área de Psicologia Infantil e Neuropsicologia; trabalha no Centro AMA de Desenvolvimento em Barbacena.

    www.centroamadesenvolvimento.com.br.