Polícia segue na busca de autores de sequestro de funcionários de banco

Po

A Polícia segue na tentativa de encontrar os criminosos que sequestraram duas famílias na madrugada desta segunda-feira (26) em Baependi, sul do estado, abandonando os reféns em um sítio no município de Alfredo Vasconcelos.

Na manhã desta segunda-feira (26), por volta das 08h10, policiais militares do 9º BPM, sediado em Barbacena, receberam informações de que um veículo utilizado no sequestro das vítimas havia passado pelo pedágio de Correia de Almeida sentido Barbacena.

De imediato foram desencadeadas operações de cerco e bloqueio com a participação de diversas viaturas do turno rastreando toda a região. Aproximadamente uma hora depois, os militares obtiveram informações de que as vítimas haviam sido liberadas na zona rural de Alfredo Vasconcelos próximo à comunidade do Cará.

As equipes foram para o local, onde se depararam com o veículo Fiat Uno Vivace abandonado na estrada principal (Vasconcelos/Pouso Alegre) na entrada da comunidade do Américo, sem nenhum ocupante.

Alguns metros à frente, em uma estrada vicinal que dá acesso à BR-040 sentido Margaridas, foram encontradas as vítimas da ação criminosa. Nenhuma delas havia sofrido agressões físicas e dispensaram atendimento médico. Neste local foram recolhidas cordas, uma chave de veículo e um carregador de celular.

Umas das vítimas, de 43 anos, funcionária de uma agência bancária, alvo da ação criminosa, disse que no domingo (25) por volta das 20h, ela e seu marido foram abordados na porta de sua residência por dois indivíduos, sendo um branco com bigode fino e outro moreno com uma tatuagem com o nome “Vanessa” no braço, ambos armados, um com revólver e outro com faca.

O autor apontou a arma de fogo para ela alegando que estavam de posse de drogas e que apenas queriam fugir. A vítima temendo pela sua vida disse que os autores poderiam levar o carro dela.

Os autores questionaram quem seria o tesoureiro do banco e a obrigou a entrar no próprio carro e seguir em direção à residência do tesoureiro, deixando o seu comparsa com os familiares na casa dela.

Ao chegarem ao destino, o tesoureiro, de 58 anos, foi rendido pelo autor que também fez a esposa dele de 56 anos, o filho do casal, de 33 anos e a neta do funcionário do banco ,de 14 anos, de reféns.

Os autores permaneceram neste local por duas horas e retornaram para a casa da primeira vítima com os reféns. No local, pegaram o outro autor e a família da primeira vítima, sendo o marido da funcionária da agência de 57 anos e os filhos do casal de 10 e 20 anos.

Novamente, todos os envolvidos retornaram à casa do tesoureiro, onde ficaram ate às 5h da madrugada.

Em seguida, eles saíram e pegaram estrada, parando em Alfredo Vasconcelos, onde deixaram as vítimas e fugiram tomando rumo ignorado. Algumas das vítimas foram colocadas no porta-malas do veículo.

Uma equipe da Polícia Civil este no local e acompanhou o desenrolar da ocorrência.

O rastreamento em busca dos autores continua.

Início da Ocorrência

Na cidade de Baependi, a Polícia Militar foi chamada por volta das 05h15 da madrugada desta segunda-feira (26), por meio de uma empresa de segurança de monitoramento de uma agência bancária, dando conta de um sequestro em andamento.

Segundo o funcionário, ele teria recebido uma ligação telefônica do tesoureiro da instituição em que a vítima disse que ele sua família, d uma das funcionárias do banco, junto de seus familiares haviam sido sequestrados.

A vítima contou que os autores chegaram a sua casa junto com a funcionária que já era refém dos criminosos, sendo que um deles portava uma arma de fogo, aparentemente um revólver calibre.38 e os demais aparentavam portar facas.

Em rastreamento, os militares do 57º BPM/17ª RPM localizaram nas imediações da casa da funcionária abordada inicialmente um Veículo VW/ Gol, cor vermelha, licenciado em Nova Lima, com sinalização de queixa furto. O veículo foi periciado e removido.

Diligências continuam na tentativa de se localizar os autores.