PC faz reconstituição de homicídio no Pontilhão

Na manhã desta sexta-feira (05), a perícia da Polícia Civil realizou a reconstituição do crime que levou a morte de Eberson Roberto Neto, de 32 anos. Ele foi encontrado com um ferimento na cabeça e grande quantidade de sangue no chão, na região do Pontilhão, em Barbacena, na madrugada de sábado, 24 de fevereiro deste ano. Este é o único crime investigado como homicídio em 2024, na cidade de Barbacena, até o momento.

As Advogadas Sheila Galvão e Letícia Carvalhaes defendem Júlio Alvim

O acusado, Júlio Alvim do Nascimento, participou do trabalho pericial indicando os fatos que teriam acontecido naquela noite e naquela madrugada. As advogadas que atuam na defesa de Júlio, Letícia Carvalhaes e Sheila Galvão, disseram que o teor de álcool no corpo da vítima era alto e o acusado também estava na mesma situação. Elas indicam que o desentendimento entre ambos aconteceu em função do estado alterado pelo álcool. Júlio Alvim do Nascimento encontra-se preso preventivamente. Em nota, as Advogadas indicaram que ele “não tinha a intenção de ceifar a vida da vítima”. Inclusive, após o crime, antes de ser preso preventivamente, Júlio recebeu ameaças e foi alvo de atos covardes, segundo as defensoras.

 

Leia também:

https://barbacenaonline.com.br/homem-em-situacao-de-rua-encontrado-morto-no-pontilhao/

⚠️ A reprodução de conteúdo produzido pelo Portal Barbacena Online é vedada a outros veículos de comunicação sem a expressa autorização. 

Comunique ao Portal Barbacena Online equívocos de redação, de informação ou técnicos encontrados nesta página clicando no botão abaixo:

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Aceitar Saiba Mais