Take a fresh look at your lifestyle.

Vacina da gripe: município divulga orientações para grupos prioritários em Barbacena

Foi antecipada o início da vacinação contra a gripe em todo o território nacional e a imunização começou nesta segunda-feira (23), em todas as Unidades Básicas de Saúde de Barbacena. A medida foi uma determinação do Ministério da Saúde. Até o dia 22 de maio, as 19 Unidades Básicas de Saúde adotarão estratégias para evitar aglomerações com contenções de filas, de acordo com as orientações de enfrentamento ao COVID-19.

Todas as Unidades de Saúde funcionarão das 07h às 17h, sem interrupção para horário de almoço. Haverá uma triagem de pacientes nas áreas externas das UBS, e estes deverão respeitar a distância recomendada entre os usuários e demarcações locais. Aqueles pacientes acamados serão vacinados em domicílio com agendamento prévio na Unidade de referência do bairro. Havendo disponibilidade e viabilidade, o idoso poderá ser vacinado no interior de seu veículo em frente à UBS (VACINA-TRACK), com prévio agendamento ou entendimento de espera.

Outras medidas:

– Serão feitos também agendamentos prévios para vacinação em instituições asilares e hospitalares.

– Remanejar espaços apropriados e bem ventilados para além da Sala de Vacina para realização da Campanha;

– Articular com a Rede Privada de Saúde a possiblidade de alguns pontos de vacinação;

– De acordo com a demanda, será avaliado POSSÍVEL agendamento apenas para idosos em sua UBS de referência;

A Campanha terá duração prévia de 60 as, dividida por etapas e grupos prioritários. Não há necessidade, portanto, que todos procurem as unidades de uma única vez para evitar aglomerações e proliferação do COVID-19. “Não existem na literatura informações específicas sobre a interação do COVID-19 com a resposta as vacinas. Para minimizar a disseminação da doença, pessoas com sintomas respiratórios ou febre deverão ser orientadas a não comparecerem para a vacinação, enquanto houver sintomatologia, podendo ser vacinados após resolução dos sintomas. Casos suspeitos ou confirmados de COVID-19 poderão ser vacinados apenas após a resolução dos sintomas.