Take a fresh look at your lifestyle.

Homem alega “mediunidade” e enforca a esposa grávida

1 16.804

A cidade registrou o homicídio de uma mulher, de 32 anos, na madrugada de segunda-feira (08). Os militares receberam a denúncia de perturbação do sossego no bairro Boa Morte, onde um casal estaria brigando. No local da solicitação a PM percebeu que um homem (32 anos), que estava somente de cueca na rua, correu para dentro do prédio e trancou o portão. Vizinhos abriram o portão para que a PM tivesse acesso ao apartamento onde ocorria a briga do casal.

Eles foram recebidos pelo homem, aparentemente tranquilo, que autorizou a entrada dos militares no apartamento. A mulher, grávida de 6 meses, estava caída no chão já sem sinais vitais. De acordo com a sinopse enviada pela assessoria da PM, o autor disse que há algum tempo tem percebido que “possui mediunidade e que não conseguia dormir, mas se sentiu confortável colocando alguns cobertores e travesseiros no chão e ficou ali mesmo. Sua esposa, ao vê-lo no chão, foi para o banheiro e começou a chorar. Ele então buscou um copo de “água benta”, mas ela não aceitou tomar. Ela se deitou com ele no chão e eles começaram a rezar. Em dado momento, o autor disse que a esposa começou a soprar seu rosto e ficar agressiva. Em função disso, ele pegou um cobertor e o utilizou “como escudo contra ela” e mesmo assim ela continuou com as atitudes que estavam lhe desagradando e ele decidiu então colocar o cobertor em volta do pescoço dela e apertou o cobertor até ela parar de reagir”, diz o relato da PM.

Preso em flagrante, o homem alegou ainda que fazia acompanhamento psiquiátrico na cidade de Belo Horizonte, mas que em fevereiro interrompeu o tratamento e que não tinha motivos para matar a esposa.

1 comentário
  1. Fábio Diz

    O que tem haver mediunidade com o assassinato ? Só pessoas ignorantes para acreditar nisso ou intolerantes religiosos ! O cara é assassino preso em flagrante ! O motivo ? Crueldade!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.