• 20ºC
    Barbacena, MG Previsão completa
  • História de Nossa Terra V: A Belíssima Dama da Fazenda da Cachoeira

    O registro fotográfico que despertou apurada pesquisa em busca da história de uma linda mulher do interior mineiro.

    Por Silvério Ribeiro

     

    A foto que descobri num dos livros de Dona Marina Andrada me chamou a atenção. A beleza de uma mulher, raramente vista em fotos do século XIX. A foto de Francisca Benedicta, segunda esposa do Comendador Francisco de Paula Lima. Enfim, o espírito de pesquisador entrou em cena e fui esmiuçar a história de nossa gente, em especial, a origem de tão bela dama.

    Francisca Benedicta Monteiro de Barros Ribeiro, neta do Barão de Paraopeba e filha do Visconde de Uberaba, nasceu em 17 de fevereiro de 1813 e ainda jovem, em 1833, casou-se com o Comendador Francisco de Paula Lima que ficara viúvo de sua primeira esposa e sobrinha, Maria Cândida de Lima. Esta, faleceu poucos meses depois do casamento não lhe deixando filhos.

    Do casamento de Francisca com Paula Lima vieram treze rebentos, 10 filhos e 3 filhas:

     

    Francisca de Paula Lima (1836-1887)

    José Ayres Monteiro de Miranda Lima (1838-1904)

    Francisco de Paula Miranda Lima (1840-1884)

    José Cesário de Miranda Lima (1842 – ????)

    Maria José Miranda Lima (????-1888)

    Theotônio Maurício de Miranda Lima (1846-1891)

    Constança Emygdia de Miranda Lima (1849-1933)

    Benjamin de Miranda Lima (1851-????)

    Major Romualdo César de Miranda Lima (1854-1912)

    Marcos Antônio de Miranda Lima (1854-1923)

    Coronel João Evangelista de Miranda Lima (1855-1910)

    Lucas de Miranda Lima (1861- ????)

    Antônio Carlos de Miranda Lima (1863-1914)

     

    O Comendador Paula Lima, nascido em 23 de março de 1812, foi um dos homens mais ricos de nossa região, neto do inconfidente José Ayres Gomes. Viúvo muito jovem, apaixonou-se pela bela Francisca Benedicta, filha de José Cesário de Miranda Ribeiro, o Visconde de Uberaba. Paula Lima foi grande proprietário na região da Borda do Campo e onde hoje localiza-se o município de Juiz de Fora, por aquisição de terrenos do Comendador Halfeld, além de tornar-se proprietário das fazendas de Santa Cruz, União, da Cachoeira e a Campo Verde, esta última vinda para Paula Lima em herança, pelo desmembramento da Fazenda da Borda.

    O Comendador Paula Lima teve enorme influência política em Santo Antônio do Paraibuna, hoje município de Juiz de Fora, desmembrado do município de Barbacena em 1850 e elevado a Cidade do Paraibuna em 1856. Paula Lima foi o segundo vereador mais votado para a primeira Câmara Municipal da cidade e logo depois tornou-se presidente daquela Casa Legislativa, cabendo-lhe a honra de instalar o novo nome daquele município, Juiz de Fora.

    O Comendador Paula Lima também foi Comandante Superior da Guarda Nacional das províncias de Minas Gerais e Goiás e responsável pela recepção do Imperador Pedro II e família quando da inauguração da Estrada de Rodagem União Indústria em junho de 1861. Paula Lima também ocupou as funções de juiz e conselheiro, agraciado pelo Imperador com a Comenda da Ordem de Cristo.

    No ano de 1859 chegou à Borda do Campo, para lá residir, o Comendador Paula Lima. O homem estava muito doente do pulmão, quisera viver ali os seus últimos anos de vida, na fazenda onde havia nascido, compartilhando da convivência de sua querida irmã Constança Emygdia, quarta proprietária da Borda do Campo, esposa do Comendador Feliciano Coelho Duarte. O Comendador Paula Lima faleceu em 26 de novembro de 1865, tendo sido sepultado na capela desta fazenda.

    Francisca Benedicta ficara viúva e ali, na Fazenda da Borda do Campo derramou lágrimas à beira do túmulo do marido. Nhanhã da Cachoeira, como àquela altura era conhecida, nome tirado de sua linda fazenda, dividiu o seu tempo entre a fazendas da Cachoeira e da Borda do Campo nos onze anos seguintes, vindo a falecer no dia 27 de outubro de 1877, aos 64 anos de idade.

    A foto em questão, sem registro de data, com certeza feita antes do ano de 1865, é uma dessas raridades que nos encantam. Francisca, ao lado do marido que aparenta muito mais idade que ela, está serena, sem deixar a seriedade e a compostura próprias de uma dama da sociedade. O olhar está fixo, como era necessário para os misteres fotográficos da época. Numa das mãos um leque, próprio ao uso das grandes senhoras daquele período. O longo vestido repleto de rendas complementa o vestuário de uma pessoa de posses, bem como os ornamentos que compõem o quadro fotográfico. O que chamou a minha atenção, em especial, os cabelos meticulosamente arrumados, os lábios muito finos e os olhos nos parecendo claros, muito cintilantes. Que pena, não termos imagens e o som gravados, ainda não inventados àquela época, para podermos ouvir a sua doce voz, conhecer melhor as suas feições. Não vejo em Francisca uma mulher nervosa, não vejo uma mulher de arroubos. Vejo em Francisca uma mulher corajosa, determinada e muito diligente, sem deixar de ser amável, discreta e bondosa. Francisca Benedicta, sem dúvida, um exemplo de dama dos idos do século XIX em Minas Gerais.

     

    NOTA DA REDAÇÃO: Silvério Ribeiro é Pesquisador e Escritor.

     

    Fontes:

    Jornais:

    A Noite (Rio de Janeiro) – Sexta-feira, 6 de junho de 1941 – Edição 10530 – Hemeroteca da Biblioteca Nacional – Rio de Janeiro – RJ. Titulo da Matéria: Mais de 200 Mil Contos e Centenas de Herdeiros (Os herdeiros do Barão de Paraopeba).

    Correio Mercantil, e Instructivo, Político, Universal do Rio de Janeiro – RJ. Ano: 1849 – Edição 76. Na seção: Correio Geral da Corte informando relação de cartas que deixaram de seguir por não terem selos, para Dona Francisca Benedicta de Miranda e Lima, com destino a Caxoeira (confirmando que ela morava na Fazenda da Cachoeira).

    Jornal do Commercio – Domingo, 20 de setembro de 1863 – Edição 259 – Hemeroteca da Biblioteca Nacional – Rio de Janeiro – RJ – registro do batizado de Antônio, 5 meses e 5 dias, filho legítimo do Coronel Francisco de Paula Lima e de Francisca Benedicta de Miranda Lima, realizado na Matriz de S.Francisco Xavier do Engelho Velho.

    O Apostolo: Periódico religioso, moral e doutrinário, consagrado aos interesses da religião e da sociedade (RJ) – Ano 1877 – Edição 126 – Datado de 4 de novembro de 1877. Nota emitida pela Viscondessa de Uberaba convidando amigas e parentes para ouvirem missa no Convento de Nossa Senhora da Ajuda, às 7 horas da manhã, em sufrágio da alma de sua prezada cunhada D. Francisca Benedicta de Miranda Lima, sétimo dia de seu passamento.

    O Pharol  – Juiz de Fora (MG) –  Quinta-feira, 1º de Novembro de 1877, pág. 3. O Tenente Coronel Vidal Barbosa Lage e sua senhora informando que mandam celebrar no dia 3 do corrente mês, na sua Fazenda do Ribeirão, missa de 7º dia pela alma de sua sogra D. Francisca Benedicta M. de Miranda Lima.

    O Pharol  – Juiz de Fora (MG) –  Quinta-feira, 25 de Maio de 1882, pág. 3. Na Seção Editaes – Titulo: Juizo de orphãos contendo detalhes sobre avaliação de bens separados para pagamento das dívidas e custas do inventário da finada D. Francisca Benedicta de Miranda Lima, inclusive escravos postos à venda, disponíveis para avaliação na Fazenda da Cachoeira. (e em anos seguintes, no mesmo jornal, detalhes sobre o espólio).

     

    Livros:

    GENOVEZ, Patrícia Falco. As Malhas do Poder: uma análise da elite de Juiz de Fora na segunda metade do século XIX. Juiz de Fora. Clio Edições Eletrônicas, 2002.

    IBRAHIM, Marina Maria Lafayette de Andrada. De Volta à Fazenda da Borda do Campo. Na Estrada Real do Rio de Janeiro a Vila Rica. Gráfica e Editora Cidade de Barbacena. Barbacena-MG. 2008.

    Sites:

    ancestors.familysearch.org

    camarajf.mg.gov.br

    fazendasantigas.com

    revistadomuseu.wordpress.com

    Comunique ao Portal Barbacena Online equívocos de redação, de informação ou técnicos encontrados nesta página clicando no botão abaixo:

    Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Aceitar Saiba Mais