• 23ºC
    Barbacena, MG Previsão completa
  • Zona Rural terá vacinação de adolescentes e segunda dose da Pfizer

    A Secretaria Municipal de Saúde (Sesap) realiza a vacinação de adolescentes, de 12 a 17 anos na zona rural, bem como a aplicação da segunda dose da Pfizer para quem iniciou o esquema vacinal em 06 de agosto. A vacinação será na sexta-feira (15), das 09h às 14h, nas Unidades Básicas de Saúde de Correia de Almeida, Senhora das Dores, Torres e Pinheiro Grosso.

    Para receber a primeira dose é necessário levar original e cópia dos documentos de identidade ou outro documento com foto, CPF ou cartão nacional do SUS, e comprovante de residência. Menores de idade devem estar acompanhados por pais ou responsáveis.

     

    Para receber a segunda dose é necessário apresentar os seguintes documentos: documento com foto, CPF ou Cartão Nacional SUS e o Cartão de Vacina da 1ª dose.  

    Segundo a Secretaria de Saúde do município, há algumas contraindicações para vacinar em alguns casos específicos:

    – Pacientes que testaram positivo para a covid-19 só poderão vacinar após 30 dias do exame positivo, caso de assintomáticos ou 30 dias do início dos sintomas;

    – Pacientes que fizeram vacinação de rotina deverão aguardar o intervalo de 15 dias para vacinar contra a covid 19;

    – Hipersensibilidade ao princípio ativo ou a qualquer dos excipientes da vacina;

    – Para aquelas pessoas que já apresentaram uma reação anafilática confirmada a uma dose anterior de uma vacina covid-19;

    – Diante de doenças agudas febris;

    – Pacientes que fazem uso de imunoglobulina humana devem ser vacinados com pelo menos um mês de intervalo entre a administração da imunoglobulina e a vacina;

    – Gestantes e lactantes, somente com liberação médica para vacinar, devendo apresentar, no ato da vacinação, cópia do relatório/prescrição do médico assistente;

    – Pacientes portadores de doenças reumáticas imunomediadas devem ser vacinados preferencialmente estando com a doença controlada ou em remissão;

    – Pacientes oncológicos, transplantados, e demais pacientes imunossuprimidos somente podem vacinar com a liberação médica, devendo apresentar no ato da vacinação, cópia do relatório/prescrição do médico assistente.