• 13ºC
    Barbacena, MG Previsão completa
  • Você sabe qual é o vertebrado mais venenoso do mundo?

    Por Júlia Gonçalves, membro do Laboratório de Escrita Científica do “Falando de Ciência e Cultura”, licencianda em Ciências Biológicas e membro do Centro de Estudos em Ecologia Urbana do IF Barbacena, sob orientação do professor Delton Mendes Francelino, coordenador do Centro de Estudos em Ecologia Urbana do IF Barbacena.

     

    Segundo o ICMBIO, o Brasil “é o país que possui a maior diversidade de anfíbios do planeta, responsável por mais de 14% dessa variedade. Muitas dessas espécies estão ameaçadas de extinção ou já desapareceram por completo. Esse grupo animal, de grande importância ecológica, vive principalmente na transição água-terra, alimenta-se preponderantemente de insetos e serve de alimento a uma imensa gama de animais. Princípios bioativos importantes para o desenvolvimento de medicamentos têm sido extraídos dos anfíbios, que também se destacam como um grupo de organismos bioindicadores da qualidade ambiental por serem animais muito sensíveis às alterações do ambiente”.

    Entre esses animais estão as rãs, classificadas, assim como os sapos e pererecas, como anuros (anfíbios que não têm rabo). Muitas ainda são venenosas como rã-dardo-dourada, considerada o vertebrado mais venenoso do mundo. No geral, habita as florestas tropicais da Colômbia, da qual é endêmica, e a região da floresta do Panamá. Apresenta o corpo bem chamativo, de cor amarela podendo apresentar algumas manchas pretas pelo corpo.

    “Essa rã é apenas uma dentre várias espécies de anfíbios venenosos da família Dendrobatidae. Os demais animais da família são menos tóxicos e apenas um punhado de espécies de Dendrobatidae representa risco para as pessoas. Um único exemplar da espécie produz veneno suficiente para matar dez homens adultos – o que faz desse anfíbio provavelmente o animal vertebrado mais tóxico do mundo” (BBC NEWS BRASIL, 2015). No mais, ela produz seu veneno a partir de componentes presentes na formiga, que faz parte de sua alimentação.

    Ainda segundo a BBC NEWS BRASIL (2015), este mesmo veneno pode ser encontrado em alguns outros animais, porém, em menor toxicidade. Além disso, são usados como artifício pelos caçadores indígenas sul-americanos para caçar e matar animais pequenos dos quais se alimentam. No mais, apesar de apresentarem um mecanismo de defesa extremamente tóxico e perigoso para quem se aventura a chegar até esse animal, muitos cientistas estudam as substâncias presentes em seu veneno na tentativa de criar novos medicamentos, como analgésicos.

    Apesar de tudo isso, os anfíbios correm risco de extinção, associado principalmente à poluição, à perda do hábitat, à caça e doenças provocadas por fungos.  Além disso, essa perda de biodiversidade também está “correlacionada, muitas vezes, à falta de conhecimento científico e, justamente por isso, é importante que os governantes desenvolvam projetos que sejam capazes de sensibilizar a população acerca da conservação e preservação ambientais” (FERREIRA, 2019). Logo, fica evidente sua importância, não somente para a medicina, mas também para todos nós seres vivos que fazemos parte de complexos ecossistemas, que dependem intimamente de todas as relações ecológicas que os anfíbios e demais grupos de seres vivos realizam para manter o Planeta vivo e saudável.

    Apoio divulgação científica: Samara Autopeças e Jornal Barbacena Online

    REFERÊNCIAS:

    BBC NEWS BRASIL. Conheça o animal vertebrado mais venenoso do mundo. 2015. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/05/150522_vert_earth_ra_venenosa_ml. Acesso em: 19 de dezembro de 2021.

    ICM BIO. Anfíbios. Disponível em: https://www.icmbio.gov.br/ran/anfibios.html. Acesso em: 19 de dezembro de 2021.

    MEUS ANIMAIS. Conheça a rã-dardo-dourada. 2019. Disponível em: https://meusanimais.com.br/conheca-a-ra-dardo-dourada/.  Acesso em: 19 de dezembro de 2021.

    Comunique ao Portal Barbacena Online equívocos de redação, de informação ou técnicos encontrados nesta página clicando no botão abaixo:

    Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Aceitar Saiba Mais