Take a fresh look at your lifestyle.

Vai de táxi ou de Uber?

Chegada de aplicativo coloca em discussão o transporte de passageiros

0 862

Provavelmente você já ouviu falar do alvoroço que os aplicativos de transporte como Uber e Cabify causaram desde que iniciaram este tipo de serviço. Eles ganharam o gosto da população, principalmente pela facilidade e praticidade em diversos aspectos – O app pode ser usado do acionamento do motorista, ao cálculo do valor do trajeto até o pagamento da corrida.

Os taxistas alegam que o serviço prestado pelos motoristas cadastrados no aplicativo é ilegal por não haver uma regulamentação por parte dos municípios, assim como o serviço de táxi, enquanto que, por seu lado, estes motoristas alternativos se defendem alegando que apresentam inovações no transporte de passageiros.

Os Apps caíram no gosto do público, especialmente os mais jovens, se espalharam pelo país e chegar à Barbacena foi inevitável. Marcelo Mendes, presidente do Sindicato dos Taxistas Auxiliares e Associação dos Taxistas de Juiz de Fora, explicou que os dois serviços são diferentes. “O táxi é reconhecidamente um serviço público, instaurado por todas as prefeituras no Brasil inteiro. O Uber é uma empresa multinacional que a partir das inovações tecnológicas consegue fazer o trâmite entre passageiro e motorista e faz o transporte como faz o taxista. A principal diferença entre o Uber e o Táxi, é que o táxi é controlado pela Prefeitura e que tem toda uma regulamentação própria, o controle da tarifa é feito pela Prefeitura em comum acordo com associações e representantes dos taxistas em todas as cidades. O Uber hoje, você faz o cadastro pelo aplicativo e se a documentação está certa, o Uber dá a autorização para que ele trabalhe”.

Marcelo ainda explicou que para se tornar taxista, a pessoa precisa fazer um curso de direção defensiva, de condutor remunerado, o exame para a CNH é diferenciado e além disso é necessário apresentar juntamente com a documentação o “nada consta”. Em Barbacena ainda é necessário apresentar o exame toxicológico.

O motorista de táxi, Hugo Eleutério, de Barbacena, também falou sobre os serviços prestados na cidade. “Nós nos sentimos gratificados por estar atendendo a população de Barbacena por muitos anos e até décadas. Temos a satisfação de poder dizer que temos procurado fazer isso com zelo, segurança, garantindo à população cada vez mais um transporte de qualidade na modalidade de transporte individual, que é um transporte essencial para a população. E a população de Barbacena poderá sempre contar com o serviço de táxi, nas 24 horas do dia”.

TRANSPORTE ALTERNATIVO – Há muito tempo o barbacenense questiona a indisponibilidade de um transporte alternativo na cidade. Essa insatisfação com o atual serviço prestado, tanto de ônibus quanto de táxi, fez crescer o número de veículos que fazem o transporte clandestino de passageiros, seja com van ou mesmo veículos de passeio.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.