Vacinação contra a covid em adolescentes, entre 12 e 14 anos, com comorbidades, já tem data para acontecer

Foi para quinta-feira (16), em Barbacena, a vacinação da primeira dose da vacina contra a covid-19 em adolescentes de 12 a 14 anos com alguma comorbidade, deficiência permanente, sejam gestantes ou puérperas. Esse grupo poderá se imunizar, das 09h às 15h, na sala de vacina do 9º Batalhão da Polícia Militar, situado na rua Cel. Jairo Pereira da Silva, bairro Santa Cecília.

São consideradas comorbidades: Diabetes Mellitus, Hipertensão Arterial Resistente (HAR), Hipertensão Arterial estágio 3, Hipertensão Arterial estágio 1 e 2 com lesão de órgão-alvo e/ou comorbidades, Doença Renal Crônica estágio 3 ou mais e/ou Síndrome Nefrótica e Obesidade Mórbida (não acamados ou domiciliados), Anemia falciforme, Síndrome de Down, ,Pneumopatias crônicas graves, Cor-pulmonale e hipertensão pulmonar, insuficiência cardíaca, cardiopatia hipertensiva, síndromes coronarianas, Valvopatias, Miocardiopatias e Pericardiopatias, doença da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas, arritmias cardíacas, cardiopatias congênitas, próteses valvares e dispositivo cardíaco implantado, doença cerebrovascular, imunossuprimidos, hemoglobinopatias graves,   cirrose hepática e deficiência permanente.

Para que os adolescentes possam se vacinar, é necessário apresentar os seguintes documentos: original e cópia do RG ou outro documento com foto, original e cópia do Comprovante de Residência, original e cópia do CPF ou Cartão Nacional SUS. (Para comprovação da comorbidade é necessário relatório do médico assistente contendo as informações descritas no quadro 1, com breve descrição da patologia, data do diagnóstico, medicamento em uso e demais informações), laudo da deficiência permanente. 

Para gestantes: apresentação do cartão da gestante e laudo do médico assistente.

Para puérperas (45 dias após o parto): sumário de alta e/ou cartão da criança.

Menores de idade deverão estar, preferencialmente, acompanhados dos pais ou responsáveis.

Atenção às contraindicações da vacina:

-Doenças agudas febris

-Pacientes que fazem uso de imunoglobulina humana devem ser vacinados com pelo menos um mês de intervalo entre a administração da imunoglobulina e a vacina

-Gestantes, lactantes somente com liberação médica para vacinar, devendo apresentar, no ato da vacinação, cópia do relatório/prescrição do médico assistente

-Pacientes portadores de doenças reumáticas imunomediadas devem ser vacinados preferencialmente estando com a doença controlada ou em remissão

-Pacientes oncológicos, transplantados e demais pacientes imunossuprimidos somente com liberação médica para vacinar, devendo apresentar, no ato da vacinação, cópia do relatório/prescrição do médico assistente

– Pacientes que testaram positivo para Covid, só poderão vacinar após 30 dias do exame positivo, no caso de assintomáticos, ou 30 dias do início dos sintomas

-Pacientes que fizeram vacinação de rotina deverão esperar o intervalo de 15 dias para vacinar contra a Covid-19

 – Hipersensibilidade ao princípio ativo ou qualquer dos excipientes da vacina