Take a fresh look at your lifestyle.

Unick Forex, ou talvez … “O Sonho de Ícaro”

A opinião do administrador Pedro Tostes

1 305

Na mitologia grega, o personagem de Ícaro ficou conhecido pelo seu “sonho de voar”. Este menino era filho de Dédalo, grande arquiteto e inventor que trabalhava para o Rei Minos, na ilha de Creta. A história conta que os dois foram presos em um labirinto e, para fugirem, decidiram criar “asas”, que consistiam em penas de gaivotas coladas com cera de abelha. No entanto, sem tomar cuidado e buscando sempre alçar voos mais altos, Ícaro não calculou os riscos da sua audácia e suas enormes asas acabaram sendo derretidas pelo calor do Sol. Eis a primeira das lições: prosperar sempre, mas com calma e segurança … nada de ousadias sem limites!

E não é de hoje que o ser humano busca prosperar também nas finanças e, se possível for, com o mínimo esforço. Como estamos falando de sonhos … a grande maioria das pessoas já depositou aquela “fezinha” na Mega-Sena, principalmente quando a bolada está acumulada (é tentador enxergar aquele monte de zerinhos à direita de uma expressiva dezena ou centena) … É a esperança que movimenta os nossos muitos neurônios a acreditar que R$ 3,50 possam ser multiplicados exponencialmente e de forma instantânea!

Bom, não julgo quem assim pensa (ou já pensou), pois eu também sofro com essas tentações vez ou outra, mas segundo a própria Caixa Econômica Federal, a probabilidade de acertar a Sena com uma aposta de seis dezenas é de 1 (uma) chance em 50.063.860, ou seja: RE-MO-TA!!! Mas acredite, tal probabilidade de acerto é ainda maior do que depositar seus recursos em uma empresa que vem prometendo ganhos de 1%, 2%, 3% … ao dia (e até mesmo dobrar o capital aplicado em 6 meses!) através de uma operação bastante desconhecida pela população: o nome da empresa é “Unick Forex” e essa segunda parte, denominada “FOREX”, vem do acrônimo para a expressão “Foreign Exchange”, ou “mercado de câmbio”.

Este mercado, em si, não é ilegal, muito pelo contrário, trata-se do maior mercado do mundo ao negociar pares de moedas – ex: real (R$) ↔ dólar (US$) –, operando as transações de câmbio: assim, não há compra de moeda de fato, mas a compra da margem entre o valor de uma moeda e de outra, o que pode trazer lucros ou prejuízos de acordo com as movimentações cambiais (portanto: é um mercado de risco!).

Um dos ramos de atuação da empresa está ligado aos investimentos em criptomoedas, que basicamente podem ser entendidas como “códigos virtuais” com capacidade de conversão em “moeda real”, (real, dólar, peso, etc.) e as negociações acontecem através da internet, sem regulamentação e controle específico por parte do Estado, no nosso caso, pelo Banco Central.

Justamente, a partir desse ponto, surge um dos lemas (e a principal polêmica) da Unick Forex, que pode ser sintetizado pela disponibilização de conteúdos exclusivos sobre o mercado financeiro e criptomoedas, feitos através da plataforma digital da empresa. O acesso às informações depende do pacote de serviços contratados, variando de R$ 99,00 até R$ 297.000,00 – a justificativa se resume em: difundir conhecimento para os seus clientes, dando informações úteis às melhores escolhas dentro do mercado financeiro.

Mas ainda há outros serviços e “lucros” embutidos nos pacotes contratados, assim como: participação nos lucros das operações feitas pela empresa e comissões pelo recrutamento de novos clientes (é aí que mora o perigo, e vem aquela idéia de “pirâmide financeira”, onde costumeiramente somente os líderes das organizações ganham ou, no máximo, os primeiros da “fila de recrutamento”).

A Unick Forex não pode ser caracterizada como tal (pois há investigações e processos formais em andamento), MAS a recomendação é sempre válida: desconfie de agentes e empresas que prometem lucratividade certa, ainda mais em renda variável (ações, operações de câmbio, derivativos, etc.).

O que vem a ser o caso desta empresa, que faz propaganda de lucros constantes e progressivos ao longo do tempo nestas modalidades de operações, algo que podemos contestar pelas explicações dadas acima, pois estes investimentos não possuem garantias de permanentes retornos positivos. Além disso, nem mesmo o essencial a empresa tem, que é a autorização para trabalhar neste mercado, conforme Ato Declaratório emitido pela CVM (observar quadro abaixo “RECADO IMPORTANTE”), a saber:

“(…) as empresas e pessoas citadas não possuem autorização da Autarquia para captar clientes residentes no Brasil, por não integrarem o sistema de distribuição, conforme previsto no art. 15 da Lei 6.385/76.” (notícia completa em: http://www.cvm.gov.br/noticias/arquivos/2018/20180322-1.html)

RECADO IMPORTANTE!

 

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) criada pela Lei 6.385/76 tem o “objetivo de fiscalizar, normatizar, disciplinar e desenvolver o mercado de valores mobiliários no Brasil”, em outras palavras, somente esta autarquia pode autorizar a comercialização de valores mobiliários ao público. Para quer você possa se certificar se determinado agente apresenta autorização para atuar, de forma autônoma ou através de corretora, basta consultar o site da própria CVM.

Muitos investidores, desconhecendo a funcionalidade das operações realizadas pela empresa (até porque pouco se explica, ou quando é explicado…), recolhem suas economias da famosa caderneta de poupança (ou de outros investimentos devidamente regulados) e começam a viver o sonho da “fácil multiplicação” dos seus ativos. DECISÃO EQUIVOCADA E ABSURDAMENTE ARRISCADA!

Tanto é que vários alarmes foram disparados pela imprensa, evidenciando como uma decisão sustentada apenas por retornos extraordinários em pouco tempo e “sem risco algum” pode transformar as suas economias em uma verdadeira amargura, inclusive, mais recentemente, a própria empresa suspendeu os saques em conta pelos seus clientes, o que pode estar atrelado ao fato de que o número de depósitos tenha ficado abaixo do número de saques e a ciranda vai girando até chegar ao colapso… (links úteis ao assunto):

Muitas vezes não é fácil encontrar os responsáveis por atuações desregulamentadas, por estes ficarem mascarados em redes sociais difundindo a propaganda de forma muito acessível ao público. Por isso mesmo, a CVM alerta que, na hipótese de recebimento de proposta duvidosa, as pessoas façam contato com o Serviço de Atendimento ao Cidadão para a protocolização da ocorrência, fornecendo o maior número possível de detalhes, para que o órgão proceda às medidas cabíveis.

Vale a pena você conferir a página do site “Reclame Aqui” (https://www.reclameaqui.com.br/ranking/) para visualizar as principais reclamações dos atuais clientes: as queixas são as mais diversas, é um completo PACOTE DO DESESPERO!

A finalidade dos meus textos está voltada ao debate de temas ligados à área financeira, em especial, ao planejamento familiar e aos fatos do cotidiano que afetam o seu bolso. Dessa forma, fundamento todas as minhas opiniões pelo estudo constante e progressivo de periódicos científicos, livros e palestras de dedicados profissionais que estão 100% comprometidos com a verdade, transparência e importância da Educação Financeira no país e, por tudo aquilo que escrevi ao longo desta matéria, faço a seguinte recomendação:

CUIDADO, MAS MUITO CUIDADO MESMO com empresas que não trazem clareza em sua missão, em seu propósito! MAIOR ATENÇÃO AINDA deve ser dada na hora de filtrar as informações que poderão auxiliar sua decisão ao investir seu dinheiro (“Qual é a fonte?” e “Quem é o profissional que recomendou investir em X, Y ou Z?”).

 Fonte da imagem: Guia Invest

FATO É: a curiosidade e a boa informação são ferramentas indispensáveis ao sucesso de suas aplicações, levando ao progresso satisfatório das suas finanças e do seu CO-NHE-CI-MEN-TO: este, a melhor vacina contra as armadilhas que possam surgir e aí sim, o SEU VOO terá segurança suficiente para acontecer sem que suas economias se derretam completamente vítimas de ilusórios símbolos de “%”.

NOTA DA REDAÇÃO – Pedro Tostes Ribeiro é servidor público municipal de Barbacena; formado em Administração pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais – campus Barbacena; e pós-graduando em Gestão Pública Municipal pela Universidade Federal de São João del-Rei. Contato: pedro@tostes.org

 

1 comentário
  1. Reginaldo de Souza Diz

    É aí que mora o perigo. Mas infelizmente, em busca de dinheiro fácil, muita gente acabe entrando neste tipo de “investimento” sem conhecer os riscos existentes.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.