• 13ºC
    Barbacena, MG Previsão completa
  • Todos nós fazemos parte da terra e você pode ajudar a protegê-la: bora começar?

    Por Vitória Oliveira, membro do Laboratório de Escrita Científica do “Falando de Ciência e Cultura”, licenciada em Ciências Biológicas e membro do Centro de Estudos em Ecologia Urbana do IF Barbacena, sob orientação do professor Delton Mendes Francelino, coordenador do Centro de Estudos em Ecologia Urbana do IF Barbacena.

     

    Aproveitando este momento de reflexão possibilitado pelo início de um novo ano e de todo o sentimento de renovação que este período nos traz, lançaremos nossos olhos ao planeta mais importante para nós, humanos e todos os outros seres vivos que o dividem conosco: a Terra. As notícias que temos acompanhado nas últimas décadas e a própria pandemia da Covid 19, demonstram que nosso planeta está doente, como resultado da maneira como a humanidade tem agido por aqui, explorando recursos de forma irresponsável e desestabilizando os seus ciclos naturais. Mais que uma crise ambiental, vivemos a degradação da própria dignidade humana, em virtude da fome, pobreza e desigualdade social que assolam nossa casa cósmica.

    Ainda que sejamos os algozes de toda essa destruição, também somos capazes de buscar e encontrar soluções para tais problemas. Nesse sentido, tentando reverter a situação ambiental, social e econômica no planeta, muitos documentos de alcance mundial foram e têm sido propostos evidenciando e propondo a mudança das atitudes humanas na Terra e a manutenção de toda a forma de vida que aqui reside. Um dos documentos mais importantes nesse contexto é a Carta da Terra, que é um manifesto e um conjunto estímulos para novos/adaptados comportamentos que precisam ser pensados e aplicados para que possamos salvaguardar a saúde, a justiça e a equidade entre todos que vivem no único planeta que até então é propício à vida que conhecemos (a Terra). Este documento está alicerçado em princípios científicos da Ecologia e outros campos, incluindo a ecologia profunda e mesmo a hipótese de Gaia, que propõe que toda a vida que existe no planeta está intimamente interconectada em um complexo sistema que interage com a estrutura física terrestre, determinando suas condições biogeoquímicas e responsáveis pela manutenção do equilíbrio ecossistêmico. Nesse sentido, Terra e a vida formam um macro organismo, uma única comunidade: a comunidade planetária.

    Baseados nesses princípios, queremos convidá-los, a partir deste artigo, a refletirem com mais generosidade e respeito sobre nosso planeta, que nos oferece condições tão perfeitas em um Universo “tão hostil” e pouco receptivo à vida. Apresentamos a vocês uma forma de “se compreenderem” no mundo: nós, vocês, os animais, os oceanos, as chuvas, as plantas, as bactérias e fungos,  cada ser que aqui viveu e que você conhece, somos a Terra. Cada cidadão “terrestre” tem seu papel e este está intimamente ligado à toda a dinâmica da vida no planeta. Não há espécie mais importante e, tão pouco, diferenças naturais hierárquicas entre humanos: todos devem colaborar com a manutenção da saúde, da igualdade e da dinâmica da vida planetária.

    Parece um projeto utópico, mas pequenas conquistas e ações já podem representar um grande avanço nesse sentido. Além disso, grandes exemplos de que a humanidade pode existir em cooperação e como parte do mundo natural são as mais diversas culturas indígenas de nosso próprio país, que respeitam e valorizam as dinâmicas e o equilíbrio natural. Obviamente, a manutenção dos sistemas capitalistas e neoliberais, impedem que a equidade econômica seja alcançada entre os humanos, visto que este sistema se alimenta justamente disso, da crise e do caos. Entretanto, você, em sua própria casa, pode evitar fazer compras de empreendimentos que lucrem com a destruição da natureza, que não fornecem aos seus trabalhadores salários e condições dignas, por exemplo, e até diminuir o consumo de carne, além de respeitar os humanos e a biodiversidade. Mudar é possível, mas é preciso que haja o estímulo subjetivo de todos nós. Bora começar?

     

    REFERÊNCIAS:

     

    GADOTTI, M. Pedagogia da Terra. 4ª edição. São Paulo: Peirópolis, 2000.

    WWF. Carta da Terra deve integrar políticas e leis brasileiras. 12/07/2012. Disponível em: <https://www.wwf.org.br/?31962/Carta-da-Terra-deve-integrar-poltica-e-legislao-brasileiras#> Acesso em 15/01/2021.

     

    Apoio divulgação científica: Samara Autopeças e Barbacena Online.

    Comunique ao Portal Barbacena Online equívocos de redação, de informação ou técnicos encontrados nesta página clicando no botão abaixo:

    Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Aceitar Saiba Mais