• 23ºC
    Barbacena, MG Previsão completa
  • Tese de estudante da UFSJ é vencedora de premiação inédita

    O trabalho de conclusão de doutorado intitulado “Identificação de candidatos a antivirais contra Zika vírus selecionados por análises in silico e in vitro”, do estudante de Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia da UFSJ (PPGBiotec), Felipe Rocha da Silva Santos, foi escolhido como o melhor na área de Biotecnologia, vencendo do Prêmio Capes de Teses – Edição 2020. A elaboração do conteúdo contou com a orientação da professora Jaqueline Maria Siqueira Ferreira e a coorientação do professor Alex Gutterres Taranto. A tese foi elaborada de maneira interdisciplinar em que os estudos realizados mostraram que um fármaco, já aprovado pelo mercado, possui grande potencial para se tornar um antiviral no tratamento do Zika vírus e foi a primeira do doutorado do PPGBiotec a ser inscrita no Prêmio Capes e já foi a vencedora na área de Biotecnologia. Conforme o estudante: “Esse prêmio é fruto de muito trabalho e persistência, sobretudo no cenário político atual, marcado pela desvalorização da pesquisa científica. Portanto, esse estudo promissor mostra a qualidade das pesquisas nas universidades brasileiras”. É importante ressaltar que o Prêmio Capes de Tese é uma iniciativa que reconhece os melhores trabalhos de conclusão de doutorado defendidos em programas de pós-graduação brasileiros. Os conteúdos são avaliados de acordo com os seguintes critérios: originalidade, relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, cultural, social e de inovação e o valor agregado pelo sistema educacional ao candidato.

    LEIA TAMBÉM: 

    https://barbacenaonline.com.br/ufsj-faz-parte-da-pesquisa-que-gerou-patente-de-teste-rapido-para-covid-19/

    https://barbacenaonline.com.br/lancado-edital-para-mais-uma-edicao-do-concurso-de-presepios-da-ufsj/