Take a fresh look at your lifestyle.

Temporal provoca alagamentos e transtornos em Congonhas

0 1.432

Moradores de Congonhas enfrentam problemas provocados pelo período chuvoso, na quarta-feira (08). Com o temporal o córrego da Vila São Vicente, que deságua no rio Maranhão, transbordou. Casas foram alagadas e veículos foram arrastados pela água.

Moradores relatam que o córrego estava sujo e que o solo estava úmido já pelas chuvas dos últimos dias, principalmente de terça-feira (07), que provocou alagamentos na cidade. Ainda não há informações sobre desalojados ou desabrigados.

BR 040 – Também quem estava na BR 040 enfrentou dificuldades. Novamente houve pontos em que a enxurrada era intensa e o acúmulo de água na pista,  exigindo perícia e atenção dos motoristas.

NOTA OFICIAL – Durante as fortes chuvas destas terça e quarta (7 e 8 ), equipes da Defesa Civil e da Secretaria de Obras da Prefeitura estão tendo muito trabalho em diversos pontos da cidade para devolverem aos moradores a normalidade. Nesse período do ano, o índice pluviométrico é bem superior ao da média do ano, o que causa muito transtornos nas cidades.

  • Na rua das Rosas no Alvorada, um bueiro não suportou o volume da enxurrada, que entrou nas casas, mas sem causar grandes estragos. O bueiro acabou entupido e já foi limpo e o barro, retirado das residências.
  • Outro bueiro já na Vila São Vicente também deverá receber o serviço de limpeza nessa quarta.
  • No Santa Mônica, um terreno próximo à escola acumulou água que também entrou em seis residências do bairro. Servidores da Secretaria de Obras deram igualmente assistência aos moradores.
  • Outra equipe esteve na rua Monte Carmelo, na Vila Andreza, onde a rede pluvial também não suportou o volume de chuvas, causando diversos transtorno, invadindo alguns terrenos e derrubando até muros. A Secretaria de Obras esteve pela manhã no local e promete tomar providências.
  • No Belvedere, uma árvore de porte grande caiu sobre a av. Pascoal Bailon Monteiro e já foi retirada.
  • As águas das chuvas fizeram muita terra descer pela av. Michael Pereira de Souza, no Campinho, entupindo bueiros, mas sem causar grandes problemas. Do lado, no Barnabé também teve queda de árvore.
  • No Jardim Profeta, algumas ruas foram tomada pela enxurrada e a terra de um terreno foi carreada até as proximidades da Unidade Básica de Saúde, mas parou no muro de contenção que protege aquele prédio público.
  • A rede pluvial não foi suficiente para drenar as águas das chuvas também na av. JK, no Centro da cidade.
  • E na Mineirinha, a enxurrada atravessou a pista da BR-040, na altura do Posto da Polícia Rodoviária Federal.

A Prefeitura solicita à parte da população que ainda descarta lixo em locais inapropriados, como rios e outros cursos d’água, que não o façam, porque o material retém essas águas das chuvas, causando transbordamentos e enchentes.

Informações Fato Real

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.