TCU autoriza novo modelo de concessão da BR 381 e editais podem ser divulgados em breve

O Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou, na quarta-feira (17), o novo modelo de concessão da BR 381, que liga Belo Horizonte a Governador Valadares. Com essa aprovação, o governo federal planeja divulgar dois editais ainda neste mês: um para a contratação da empresa responsável pela obra entre Belo Horizonte e Caeté, e outro para a concessão da rodovia entre Caeté e Governador Valadares, com leilão previsto para agosto.

Os lotes 8A e 8B do projeto de concessão foram retirados, e o trecho entre Belo Horizonte e Caeté será administrado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), devido aos altos custos com desapropriações e ao relevo acidentado, que afetavam o interesse dos investidores. Estima-se que serão investidos R$ 9,3 bilhões ao longo de 30 anos, incluindo obras de duplicação, instalação de marginais e passarelas, e construção de pontos de parada e descanso.

Em entrevista à Itatiaia, o ministro relator, Antônio Anastasia, expressou otimismo: “Estou muito esperançoso. Não posso garantir, mas tenho convicção de que teremos licitante da mesma forma que tivemos na BR 040 de Belo Horizonte a Juiz de Fora”. Além disso, na mesma sessão, o TCU analisou o projeto de concessão da BR 040, conhecida como Rota dos Cristais, que liga Belo Horizonte a Brasília. O Tribunal fez recomendações e devolveu a proposta para a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para ajustes antes de ser submetida novamente ao TCU.

⚠️ A reprodução de conteúdo produzido pelo Portal Barbacena Online é vedada a outros veículos de comunicação sem a expressa autorização. 

Comunique ao Portal Barbacena Online equívocos de redação, de informação ou técnicos encontrados nesta página clicando no botão abaixo:

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Aceitar Saiba Mais