Take a fresh look at your lifestyle.

Sete ações para te ajudar a vencer o isolamento social

Por Adamir Assis – Psicólogo

Não podemos focar somente no que perdemos, não podemos ficar pensando somente que não podemos sair de casa e em todos os compromissos sociais que gostaríamos de fazer.

É fato que não podemos muita coisa. Mas dentro da nossa realidade, ainda temos muitas opções e muitos recursos. É necessário, para garantirmos uma boa saúde mental e conseguirmos atravessar esta fase, identificarmos o que podemos fazer nesta realidade de dentro das nossas casas.

Ou seja, em vez de ficar pensando e reclamando somente no que NÃO podemos fazer é necessário um exercício individual de cada um para identificar o que é possível, o que gostamos e podemos fazer com nossas famílias.

Exemplos de atividades que podemos fazer e são muito saudáveis, irão gerar alegria, prazer, bem-estar:

ORGANIZAÇÃO DA SUA CASA – O que você gostaria de organizar na sua casa e não teve tempo ainda de fazer? (armários, gavetas, mudança de um móvel de lugar). Suas contas estão organizadas? Seu material para o imposto de renda está em dia? Dedicar algum tempo por dia para atividades práticas irá te ocupar e te dará prazer em concluir uma tarefa real.

CONTATO TELEFÔNICO COM PESSOAS QUERIDAS – Ligue para as pessoas que você ama, para os seus amigos. Faça uma lista de pessoas que você gostaria de conversar e tenha o hábito de ligar para elas, que seja duas ligações por dia. Converse com elas, pergunte como estão, dê atenção aos sentimentos delas. Converse também sobre você, seus medos, suas estratégias para enfrentar esta situação. Isto irá aproximar as pessoas, nos ajuda a saber que temos muitos amigos que se importam conosco e nos ajuda a ter outras perspectivas. É hora de cuidar uns dos outros, de demonstrar afeto. Isto nos fará muito bem!

PLANEJAMENTO DO DIA A DIA – Combine com sua família quais ações vocês farão juntos em casa. Que tal resgatar hábitos ou rituais saudáveis e alegres que vocês tinham? Reunir quem mora na sua casa para participar de um jogo de tabuleiro (dama, ludo), jogar baralho, fazer um café da manhã na cama, fazer a própria pizza com um sabor especial que seja do gosto da sua família, cuidar do jardim ou do vaso que você tem dentro de casa, etc. É fundamental termos um planejamento diário para nos organizarmos no tempo e nos ocuparmos, mesmo que dentro de casa. Isto dará maior sentido ao nosso dia.

DIVERSÃO EM CASA – Resgate brincadeiras ou atividades que você fazia quando criança. É hora de compartilhar aprendizados, histórias e resgatar atividades interessantes que os pais faziam. Exemplo: que tal o jogo de adedanha? O que é o que é? Ou uma rodada bem animada de bingo com prêmios simbólicos? Que tal um jogo improvisado de completar músicas? Precisamos de momentos de descontração, de dar boas risadas. Isto influenciará nosso humor e nos ajudará a ter boas memórias desta fase.

FAZER PLANOS PARA O FUTURO – Quais planos você gostaria de fazer um planejamento maior, de fazer pesquisas e ainda não tinha tido tempo de se dedicar? Todos nós temos sonhos, desejos, vontade de realizar algo. Quando a pandemia passar, se tivermos um bom planejamento e os recursos necessários, será hora de colocar em prática. São nossos sonhos que dão sentido à nossa vida. É hora de trabalhar naquele sonho secreto que você tem. Que seja fazer uma viagem para um lugar distante e você não pesquisou ainda a rota, as opções de passeio no local, escrever um livro, fazer um curso novo, abrir um novo negócio, adquirir conhecimento de um novo assunto. Identifique um sonho que você tem e comece a escrever sobre ele, a pesquisar na internet o tema. Isto dará um novos sentido à sua vida e ajudará a se ocupar nesta fase.

RELAXAR. Numa fase de tanto stress, precisamos identificar o que nos ACALMA e dedicar algum tempo a fazer estas atividades. Ler um bom livro, fazer uma faxina, cuidar do jardim, assistir um filme, meditar, momento de oração individual, ouvir boas músicas… Seja qual for a atividade que o acalma, é necessário reservar um tempo para realizar. Tire algum tempo do seu dia para se tranquilizar.

FÉ. Tenha o hábito de fazer suas orações diariamente, entregue a Deus suas dúvidas, seus temores, suas angústias. A verdadeira paz vem de momentos de comunhão com o “divino”.

Enfim, continuamos tendo a escolha se focaremos somente em notícias tristes ou se vamos equilibrar o tempo cuidando de nós e das pessoas que amamos.

Caso observe alguém muito abalado e triste, sugira buscar ajuda profissional. Há vários terapeutas que oferecem ajuda online.

Por fim, acredite que esta fase vai passar! Tenha fé e esperança sempre!