• 10ºC
    Barbacena, MG Previsão completa
  • Secretária comenta sobre retorno de feiras livres em Barbacena

    A prefeitura Municipal de Barbacena, através da Secretaria Municipal de Saúde, realizou mais uma coletiva online na noite de segunda-feira (25). O staff da saúde respondeu alguns questionamentos da imprensa e também dos barbacenenses, enviados através das redes sociais.

    FEIRAS LIVRES – Barbacena é uma cidade de muitos agricultores que dependem das feiras livres para sobreviver. Com a adesão ao programa Minas Consciente, o município vai seguir as premissas definidas. As feiras livres, de acordo com a orientação do Estado, serão retomadas após o término do enfrentamento da Covid-19. “Podemos criar alternativas, mas nesse cenário não temos como flexibilizar ou enrijecer mais do que estamos”, afirmou a secretária Marcilene Dornelas.

    TESTES – O médico infectologista Herbert Fernandes esclareceu que somente pacientes com sintomas mais graves que necessitam de internação, profissionais da saúde e de segurança que estão no enfrentamento da pandemia são testados. Ele defende que a utilização de testes rápidos não serve para diagnosticar, uma vez que não têm 100% de confiabilidade. Segundo o médico, os testes rápidos são aplicados nos casos de inquéritos epidemiológicos. O mais confiável para o caso de diagnóstico é o teste do PCR. Ele justificou a compra de um lote de cloroquina em março deste ano, afirmando que naquele momento os estudos poderiam apontar para o uso do medicamento e Barbacena precisaria de um mínimo em estoque para iniciar o tratamento, se a cloroquina fosse indicada para o cuidado de pacientes contaminados pela Covid19.

    COVID POR BAIRROS – O staff explicou que 100% dos bairros de Barbacena, incluindo a zona rural, tem notificações de suspeitas da Covid-19. Esse mapeamento de bairros é feito pela Vigilância Epidemiológica, mas que pela ética médica é preciso preservar o sigilo dos pacientes infectados. “A publicidade de onde e quais bairros não será realizada”, afirmaram, “por uma questão de sigilo médico”. Durante a coletiva foi afirmado ainda que metade dos bairros da cidade apresenta casos confirmados de Covid-19.

    FISCALIZAÇÃO – Com a adesão ao programa do Estado, está autorizada a abertura, além dos serviços essenciais já em funcionamento, dos comércios incluídos na onda branca. A Vigilância Sanitária e Fiscais de Concessões, com o apoio da Guarda Civil Municipal, atuarão na fiscalização para garantir o cumprimento dos protocolos.

    CONSULTAS E CIRURGIAS ELETIVAS – Desde o início da pandemia as consultas e cirurgias eletivas foram suspensas no município. Um plano está sendo elaborado para verificar a melhor forma, e mais segura, de retomar os atendimentos no Centro de Especialidades Médica e nas Unidades Básicas de Saúde. Somente no CEM, são atendidos cerca de 1,6 mil pacientes por mês de Barbacena e toda a macrorregião. Já os Centros de Atendimento Psicossocial (CAPS) os atendimentos foram mantidos para emergências.