Take a fresh look at your lifestyle.

Reflexão e oração durante a Caminhada da Penitência

0 2.501

Milhares de pessoas seguiram uma tradição barbacenense: a Caminhada da Penitência entre Barbacena e Ressaquinha. Pelo 43º ano consecutivo, os católicos partem da Basílica de São José Operário até a Igreja de São José, na cidade de Ressaquinha. O percurso, segundo os organizadores, é de 28km, passando pelo Pontilhão, Santo Antônio, Rodovia MG-265, comunidade Cabeça Branca, município de Alfredo Vasconcelos e trecho da Estrada Real.

Cada caminhante tem seu propósito ao enfrentar o trecho, nem sempre composto por retas. As subidas, descidas e pedras pelo caminho, podem ser comparadas com o dia a dia, onde temos que enfrentar dias não tão fáceis. “A fé nos faz ter a certeza de que tudo passa e que nada acontece se não for da vontade de Deus”, disse a jornalista Bruna Macedo, que fez a caminhada pelo quarto ano.

Seja andando, correndo, de bicicleta, de pé no chão, o que vemos pelo caminho são momentos de silêncio, oração, conversa com amigos, ou até mesmo um “bom dia”. Tudo para tentar suavizar o percurso. O trabalho voluntário, que permite a realização do evento, seja nos carros de apoio, seja na distribuição de água nos pontos fixos distribuídos ao longo dos 28 km, é um dos fatores que propiciam aos peregrinos uma caminhada mais tranquila. Muita gente acorda bem cedo, como no caso da família da Dona Carolina Ferreira, de Alfredo Vasconcelos. “Quem faz a caminhada da penitência já sabe que lá a parada é obrigatória para tomar aquele cafezinho com quitanda, tudo feito no fogão a lenha. Além da mesa farta, o sorriso no rosto de quem abre a própria casa para receber ‘desconhecidos’ é o que chama atenção. Não só da Dona Carolina, mas cada um que vamos cruzando pelo caminho”, finalizou Bruna.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.