• 25ºC
    Barbacena, MG Previsão completa
  • Quem você mandaria para Marte com passagem apenas de ida?

    Por Francisco Santana

    Há tempos, se discute sobre a supremacia da corrida espacial entre as duas maiores potências mundiais: EUA e União Soviética. A lua foi o satélite escolhido. Quando a notícia veio à tona, o padre da igreja do meu bairro mostrou todo o seu ceticismo nas missas e no serviço de alto falante pedindo aos fieis que orassem para que o projeto não obtivesse êxito. Nos nossos encontros de adolescentes o tema era bem debatido. Tínhamos lá o Luizão, fortíssimo e que não gostava de ser contrariado.  Só um louco para enfrentá-lo. Era suicídio. Ele dizia ser contra a viagem do homem à lua porque lá é a morada de São Jorge e seu cavalo branco e que ele queria ver os astronautas visitarem o sol. O tamanho absurdo nem era discutido porque faltava-nos coragem para discordar do Luisão. 

     

    Os norte-americanos acabaram com esse ceticismo quando no dia 20 de julho de 1969 realizaram a primeira alunissagem da história da humanidade: o astronauta Neil Armstrong deu os primeiros passos em solo lunar. As imagens me deixaram emocionado e boquiaberto. Luizão na acreditou. Esse fato dominou nossas conversas. Para se ter uma idéia, o solo que pisávamos se transformara num terreno lunar e a gente imitava Neil Armstrong com aqueles passos característicos. Fazíamos apostas para o melhor desempenho e eu era sempre o pior por falta de talento.

    Nas emissoras de rádio, Ângela Maria cantava: “Todos eles estão errados/a lua é dos namorados/lua, oh lua/querem te passar pra trás/Lua, oh lua/querem te roubar a paz/lua que no céu flutua/lua que nos dá luar/lua, oh lua/não deixa ninguém te pisar”. 

    Depois da lua, especulou-se sobre qual seria a próxima viagem orbital. Pela proximidade da Terra, Marte surgiu como a opção óbvia. Antevendo essa proeza, Elis Regina já cantava: “Alô alô Marciano/aqui quem fala é da Terra/pra variar, estamos em guerra/você não imagina a loucura/o ser humano tá na maior fissura porque/tá cada vez mais down in the high society”. Marte é o quarto planeta a partir do Sol, o segundo menor do Sistema Solar. Batizado em homenagem ao deus romano da guerra, muitas vezes é descrito como o “Planeta Vermelho”, porque o óxido de ferro predominante em sua superfície lhe dá uma aparência avermelhada

    Muitos anos de estudos e pesquisas se passaram e o dia 18 de fevereiro de 2021 marcou uma conquista para a história da humanidade: a Agência Espacial Americana realizou o primeiro vôo em outro planeta. O robô explorador Perseverance, da NASA, pousou na superfície de Marte. A chegada, transmitida ao vivo pelas redes sociais da agência espacial, ocorreu na cratera de Jezero, local de pouso mais perigoso já tentado. Eram 3h30 no Centro de Controle da NASA, mas eles estavam tão empolgados que nem parecia ser madrugada. A engenheira-chefe Mimi Aung quase não conseguiu se conter. Ela contou pouco antes que o time está trabalhando há seis anos para conseguir fazer a máquina voar. E o vídeo chegou de Marte. É a primeira vez que um objeto voa na atmosfera de outro planeta. O drone ficou 39 segundos no ar e, para a missão ser bem-sucedida, precisava pousar. 

    O robô Perseverança gravou o vídeo histórico. O carrinho tem a missão de achar sinais de que já houve vida em Marte. Ele e o drone foram mandados juntos para servirem de espiões no planeta vermelho. O drone, apelidado de Engenhosidade, vai poder mandar fotos. Penso se Santos Dumont imaginaria que um dia chegaríamos a Marte. Lá, tem só 1% do ar que tem na Terra. Então os engenheiros tiveram que fazer um drone que é muito mais leve, as hélices giram muito mais rápido e é todo computadorizado, e tiveram que fazer centenas de testes num ambiente que imita a atmosfera marciana para que ele pudesse pousar em segurança. 

    Pesquisei entre amigos, quem eles mandariam para Marte com passagem apenas de ida e obtive respostas interessantes que mostram o descontentamento com algumas pessoas e entidades brasileiras. Vejamos algumas respostas:

    01 Coronavírus

    02 Os demoníacos e crápulas Jairo Souza Santos (Dr. Jairinho) e Monique Medeiros da Costa Almeida responsáveis pela morte do filho dela Henry Borel Medeiros (04 anos) com requintes de crueldade. 

     

    03 Jair Bolsonaro, Lula e filhos.

     

    04 Congressistas e Ministros.

     

    05 Os pastores Edir Macedo, Valdemiro Santiago, Silas Malafaia, RR Soares, Estevam Hernandes, Marco Feliciano, Márcio Valadão e Marcelo Crivela. 

     

    06 Rede Globo de televisão e produção do programa Big Brother Brasil.

     

    07 Traficantes de drogas e Psicopatas.

     

    08 Praticantes de feminicídio e pedofilia.

     

    09 Todos os pais que judiarem física e moralmente de seus filhos e animais.

     

    10 Kit de tratamento precoce para a Covid-19 – hidroxicloroquina/cloroquina/azitromicina e ivermectina. 

     

    11 Os espertalhões que furam a fila para serem vacinados contra o coronavírus.  

     

    Foram ainda citados com poucos votos o Neymar, Luciano Huck e Francisco de Santana. Até eu?

     

    Faltou alguém? Então opine.   

     

    (Fontes: Internet/G1 Ciência e Saúde/Wikipédia).