• 15ºC
    Barbacena, MG Previsão completa
  • Que seja doce

    Por Francisco Santana

    – Estamos em junho, mês das quadrilhas, fogueiras, quentão, canjica, pé de moleque, pamonha, pipoca (doce), cajuzinho, cocada cremosa, cartuchos de amendoim e de coco.

    – Por falar em doce, Santana, eu tenho uma preferência especial para os que minha bisavó, vovó e mãe faziam. São aqueles doces naturais de frutos colhidos na nossa horta. Minha boca saliva quando penso no doce de mamão verde, figo em calda, bananada, cidra, doce de abóbora, de manga, pêssego e de laranja da terra.

    – Hummmmm que bate papo saboroso! Imaginei comendo essas delícias com um bom queijo Minas. Era comum, minhas irmãs fazerem aquele doce de leite condensado na panela em banho Maria ou na panela de pressão. Elas, por experiência, sabiam a hora de retirá-lo da panela deixando-o na consistência de cortar ou então de passar no pão ou no biscoito.

    – Bem lembrado, a geração internet e celular não conhece essas maravilhas da culinária. Desconhece também o saboroso doce de batata doce. Sobre esse doce, minha irmã Guiomar, sempre nos contava uma historinha: “O doce perguntou para o doce: Qual é o doce mais doce do que o doce de batata doce? O doce respondeu para o doce: O doce mais doce que o doce de batata doce é o doce de batata doce” A gente ria da história e comia o doce de batata doce.

    – Eu sempre gostei de doces, nunca me preocupando com as consequências. Minha mãe dizia que eu comia com os olhos, que eu era magro de ruindade e que ela engordava um quilo só em pensar fazer. Sempre gostei de cocadas brancas e pretas com pedaços grandes de coco, das cocadas de leite condensado e daquelas que a gente chamava de puxa-puxa ou de cocada molinha que agarrava nos dentes. 

    – Quando criança, eu gostava de juntar dinheiro para ir ao bar da esquina para comprar doce de goma, lembra dele? Que doce maravilhoso, nem sei se ainda existe, ele tinha duas partes, uma vermelha e outra branca e açúcar polvilhado sobre ele. Eu amava também comprar aquele doce que a gente sempre tinha dúvidas qual era o nome correto: brevidade ou brovidade? Para mim, não importava o nome e, sim comê-lo. Curiosidade: o nome correto é brevidade – bolinho de origem portuguesa que ganhou este nome por ser uma receita bem rápida de fazer. A massa é assada em pequenas forminhas que lembram cupcake, ficando com uma casquinha crocante por fora e macio por dentro. Para fazer a brevidade, gastamos apenas quatro ingredientes: ovos, açúcar, raspa de limão e amido de milho (maisena). 

    – O ruim do doce é ter o açúcar como vilão. Além de nos engordar, é um dos responsáveis pela alta da glicose e nos tornar diabéticos. Eu tive um parente que de tanto abusar, ficou diabético, amputou as pernas e perdeu 90% da visão. Ao visitá-lo, ouvi o seguinte relato: “Não posso reclamar de Deus. Ele me tirou a visão, as pernas, mas me deixou a audição para ouvir os amigos e me deu a oportunidade de conhecer uma das maiores maravilhas do mundo que se chama doce. Posso morrer em paz”. Ele morreu em paz e feliz. Vamos brincar? Eu falo nomes de cinco doces e você me responde com outros cinco. Não vale repetir e nem trapacear. Vamos lá?

    – Eu começo: chocolate, churros, chiclete, algodão doce e pão de mel.

    – Pudim, quindim, tapioca doce, brigadeiro e olho de sogra.

    – Trufa, mousse, torta, palha italiana e bem casado.

    – Bala de coco, bala de goma, suspiro, amendoim açucarado e baba de moça.

    – Bombom é chocolate e não vale repetir. Entendi. Beijinho, crepe, rapadura, flan e gelatina.

    – Manjar, pavê, pudim, queijadinha e rocambole.

    – Torta, waffle, picolé, sorvete e maria mole. 

    – Brownie, cupcake, maçã do amor e aquele maria mole dentro da casca de sorvete.

    – Pirulito, Ambrosia, mel, melado, garapa (risos)

    – Você começou a apelar citando mel, melado e garapa.

    – Ok, tudo bem. Vou lhe fazer uma pergunta simples. Garapa, mel e melado são salgados?

    – Mas é claro que não! Garapa, mel e melado são doces. 

    – Se são doces, minha resposta está correta. 

    Amigo (a) leitor (a), você tem algum doce para acrescentar nessa lista?

    Comunique ao Portal Barbacena Online equívocos de redação, de informação ou técnicos encontrados nesta página clicando no botão abaixo:

    Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Aceitar Saiba Mais