Take a fresh look at your lifestyle.

Prefeitura emite nota oficial sobre casos de Covid da EPCAr

7 13.707

Depois da confirmação de cerca de 90 casos positivos de Covid-19 na Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCar), a Secretaria Municipal de Saúde de Barbacena emitiu uma nota oficial no final da tarde de sábado (23). O município informou que “apesar de localizada neste Município, a instituição, embora monitorada e acompanhada pela Superintendência do Estado e pela Secretária Municipal de Saúde há mais de 60 dias, responde diretamente ao Ministério da Defesa e ao Alto-Comando da Aeronáutica”.

Segundo a Prefeitura, que reafirmou seu compromisso em preservar a saúde dos barbacenenses, cabe a ela a “orientação quanto aos protocolos de segurança recomendados, que já havia sido realizada pela Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância Epidemiológica.

A nota não esclareceu se os casos positivos serão ou foram contabilizados no boletim local.

7 Comentários
  1. D'arc Diz

    E daí?

  2. Jairo Diz

    Para ter noção da real situação da EPCAR, questionem quantos alunos deu positivo e já curado, que não estão entre esses 90 que estão isolados hoje, e que estão com a doença ativa. Se somarem os dois grupos serão mais de duas centenas infectados… Perguntem.

  3. Roberto Costa Diz

    Bom dia!!! A questão a ser levantada não
    é a transmissão do vírus entre os alunos que são jovens, saudáveis e terão todo o apoio médico e logístico que necessitarem. A questão é sobre os colabradores civis e militares que residem em Barbacena e foram ou estão em contato direto com os militares contaminados. É ilusório achar que a contaminação está restrita aos muros da EPCAR, muitos desses colaboradores contaminaram seus familiares diretamente e indiretamente dezenas ou centenas de barbacenenses. Ao meu ver o Ministério Público tem que tomar uma posição firme quanto a essa irresponsabilidade, não adiantou nada as escolas públicas e particulares terem tomado todas as providências para evitar a contaminação, sacrificando alunos e professores quanto ao acesso ao conhecimento presencial e a EPCAR , sob responsabilidade Federal, ignorar a Pandemia e arrasar os procedimentos de combate à transmissão do vírus que até então estava sob controle no município. Tem sim que culpar e cobrar soluções junto ao Governo Federal se a situação perder o controle. Nos barbacenenses não merecemos morrer perante essa irresponsabilidade!!!!!

  4. WANDERLEI Diz

    ▶ IMAGINEM VOCÊS QUE UMA ÁREA MILITAR COM TODAS AS “SEGURANÇA” praticamente todos INFECTADOS, e aqui do lado de FORA DA “EPCAR” ?!?

    1. Jairo Diz

      Apesar de tudo, 90 alunos, além de terem sido infectados, foram proibidos de sair da EPCAR, contrariando o ministério da saúde que recomenda o isolamento domiciliar. As famílias não conseguem tira -los de lá, estão há 90 dias sem contato com a família. Família e alunos sofrem com abalo psicológico dessa situação que não causaram. Passarão as férias presos?

  5. Diana Diz

    EPCAR tem uma quantidade de pessoas infectadas que assusta a população de Barbacena.
    Fizeram testes, por isto estes números.
    Na população geral de Barbacena, quantos fizeram testes ? Só pacientes internados ? Graves ?
    Se fizerem testes, uma amostra da população de Barbacena, terão as respostas.
    Então, agora a EPCAR é culpada de ter muitos casos. Ninguém sabe quem foi o primeiro a transmitir o vírus, na Aeronáutica. Pode até ser uma pessoa que convive no meio da população, de Barbacena, “fora dos muros” daquela Instituição.
    Se na Aeronáutica tem esta quantidade, provavelmente a população de Barbacena está com uma taxa altíssima de infectados pelo coronavirus, assintomáticos ou oligosintomáticos. Só não temos confirmação, pq não fazem testes em massa e nem amostragem.

  6. Joana Diz

    Tudo seria evitado se a escola tivesse respeitado as recomendações da OMS e trabalhasse remotamente com aulas online (os prof. estariam saudáveis e ainda estariam trabalhando e os alunos também estariam saudáveis e estudando a uma hora dessas). Simples. Mas militares sempre vão obedecer o presidente, que não sabe ser líder e não ouve cada sublíder conforme sua formação. Lembrando que não só prof. militares entravam e saíam da EPCAR até dia 22/05 para dar aulas presenciais em salas fechadas (até intervenção do MPF), mas demais profissionais administrativos, faxineiros, pedreiros, cozinheiros, garçons, médicos, enfermeiros, todos tiveram contato com estes 204 positivos e não foram testados. Os 500 só foram testados após o fato cair na mídia, claro! Por que então os mais de 600 alunos da AFA e da EEAR da FAB e semelhantes escolas do Exército e Marinha não foram? na AFA o caso é pior ainda e os alunos ainda serão liberados no dia dos namorados sem ter feito teste! A imprensa, mesmo que busque o sensacionalismo, tem grande importância sim! Basta ter massa crítica em relação ao que se vê e lê! Muitos defendem que os alunos estão quase todos recuperados e isso não passa de uma gripezinha. Mas é claro! são jovens! Agora, os demais profissionais citados não o são. A maior gravidade do problema é a TRANSMISSÃO que esses assintomáticos podem passar aos demais profissionais da EPCAR, aos seus familiares e aos cidadãos do Brasil todo (conforme suas cidades natais).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.