Take a fresh look at your lifestyle.

Prefeitura da região pode não pagar a gratificação natalina

0 277

A situação financeira do município de Barroso foi explanada aos servidores públicos municipais, efetivos, contratados e comissionados da Prefeitura Municipal, na tarde de segunda-feira (26). A apresentação dos dados foi feita pelo próprio prefeito, Reinaldo Fonseca. Ele declarou que se o Estado continuar retendo os recursos da cidade neste mês, será praticamente impossível manter em dia o pagamento dos demais servidores e a segunda parcela do 13º salário. A primeira foi paga em junho.

De acordo com a Associação Mineira de Municípios, a dívida do Estado com Barroso já ultrapassa R$ 5,7 milhões, sendo mais de R$ 2 milhões apenas do Fundeb. A AMM informou ainda que 767 dos 853 municípios de Minas Gerais não vão conseguir arcar com o pagamento e o 13º do funcionalismo público. “Antes, a gente estava trabalhando com a possibilidade de não pagar o 13º salário. Da semana que antecedeu o primeiro turno para cá, nós já estamos tentando acudir para pagar a remuneração dos servidores do mês, porque o Estado voltou a confiscar o ICMS que ele estava depositando regularmente. Diversos municípios não conseguiram pagar o mês de outubro, e, em novembro, vai ser pior. No fim do ano, 90% das prefeituras não vão dar conta de fechar as contas se continuar desse jeito”, declarou Julvan Lacerda, presidente da AMM.

Informações da Prefeitura de Barroso

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.