• 15ºC
    Barbacena, MG Previsão completa
  • Pesquisa traz os primeiros números da corrida à Prefeitura de Barbacena

    Uma pesquisa sobre intenção de voto para a Prefeitura de Barbacena, divulgada nesta quinta-feira (13) pelo Jornal O Estado de Minas, aponta a indefinição no cenário político para as eleições municipais. Segundo o levantamento, que foi encomendado pela TV Alterosa e realizado pela F5 Atualiza Dados , a maioria dos eleitores entrevistados está indeciso ou indica que votará em branco ou nulo.

    Em um primeiro cenário, 22,95% estão indecisos, 22,61% votariam branco ou nulo, 9,05% no ex-vereador Carlos Roberto Kikito (PV) e 8,88% no ex-prefeito Toninho Andrada (DEM). No segundo cenário, 23,28% responderam que votariam em branco, anulariam o voto ou que estavam indecisos. Kikito, com 9,21%, também lidera as nomeações dos candidatos, seguido pela ex-prefeita Danuza (PDT) e Toninho Andrada, ambos com 8,21%.

    Uma situação semelhante é apresentada no terceiro cenário, com 21,94% em branco/nulo e 21,27% indecisos. Novamente, Kikito surge na liderança, com 8,88%, seguido por Toninho Andrada, com 8,54%.

    Na pesquisa espontânea, quando o entrevistador não cita nenhuma opção de candidato, 49,91% responderam estar indecisos, enquanto 41,37% disseram que votariam em branco ou nulo. Os possíveis candidatos citados por mais de 1% da população são o atual prefeito Luís Álvaro (PSB), com 2,51%, Kikito (1,51%), Toninho Andrada (1,34%) e o vereador Carlos Du (MDB), com 1,01%.

    De acordo com Domilson Coelho, Diretor-executivo da F5, a pandemia do novo Coronavírus contribuiu para o cenário de indecisão do eleitorado. Ele ainda frisa a disputa aberta pelo cargo como chefe do Executivo de Barbacena. “O atual prefeito de Barbacena pode não sair candidato, e seria substituído por outros nome. Nesse momento, tem Toninho Andrada representando a família Andrada, e que tem uma liderança. Isso tem prós e contras, essa questão da família. Também tem o Kikito por fora. O número de indecisos é alto, e vale lembrar que o alto número de indecisos se dá pela pandemia, até pela questão do distanciamento, incertezas. Mas está totalmente aberta essa disputa em Barbacena”, afirmou. 

    O levantamento também pediu aos eleitores uma opinião sobre a gestão de Luís Álvaro, eleito para prefeito em 2016 com 14.291 votos. Os números mostram que a maioria entrevistada julga como regular ou péssima a passagem de Álvaro pela Prefeitura de Barbacena.

    Ao todo, 35,51% dos entrevistados classificou como regular a gestão. Outros 25,29% disseram que a gestão foi péssima, enquanto 20,44% se mostraram mais empolgados ao definir a administração como boa. Porém, 13,74% definiram como ruim a passagem. Por fim, 3,02% classificaram como ótima e 2,01% não souberam opinar.

    Vale ressaltar que a pesquisa foi realizada entre os dias 10 e 11 de agosto deste ano, com margem de erro de 4%, segundo a F5, que ouviu 597 pessoas. As eleições municipais deste ano acontecerão em 15 de novembro, como primeiro turno. Barbacena não tem segundo turno, já que não dispõe de mais de 200 mil eleitores. Os partidos têm até 26 de setembro para registrar os candidatos junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Até que essa solicitação seja oficializada, todo político é considerado pré-candidato para a Justiça.

    Fonte: Jornal O Estado de Minas