Take a fresh look at your lifestyle.

Para presentear sua mãe, sem problemas!

Cacilda Araújo

0 318

No próximo dia 12 domingo, comemoramos o Dia das Mães, considerado pelos lojistas a segunda melhor data para vendas, muitas são as opções e com elas as dúvidas também.

A Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e o SPC apontam que aproximadamente 78% dos consumidores devem presentear suas mães, por essa razão, pesquisar os preços em diferentes lojas é fundamental.  Negociar os valores, as formas de pagamento e pedir descontos quando for pagar à vista, é recomendado.

Aí vão as principais dicas para as compras:

– A Lei Federal nº 13.455/2017 autoriza os comerciantes a praticarem preços diferenciados para pagamento no dinheiro e nos cartões de crédito e débito, isso deve ser previamente informado, fixado em local de fácil acesso.

– Pesquise em vários locais diferentes os preços dos produtos e dos serviços que pretende adquirir, dê preferência e considere sempre a probabilidade de pagar à vista, não sendo possível, em pequenas parcelas e sem juros.

– Fique atento aos produtos em exposição na vitrine e no interior da loja, neles devem estar exibidos o preço à vista, a prazo e a taxa de juros aplicada, sempre de forma clara.

– Os comerciantes não são obrigados a aceitar pagamentos em cheques, isso é uma liberalidade, no entanto, se o cheque for recebido, o lojista não pode fazer restrições, como por exemplo, por conta do prazo pequeno da abertura da conta. Mas, não são obrigados a receber cheques de terceiros, de outras cidades ou administrativos.

-.O consumidor tem garantidos todos seus direitos se optar pela compra de um produto em promoção, mesmo se anunciado de forma diferente, a garantia legal é para todos os produtos e serviços, segundo o Código de Defesa do Consumidor.

– Tudo que for anunciado deve ser cumprido pelo fornecedor, se alguma empresa negar o que prometeu, é possível reclamar, desde que fornecido o material publicitário, para prova.

– O lojista não pode exigir um valor mínimo para compras pelo cartão de crédito, mas poderá determinar valores mínimos no caso de parcelamento.

– Antes de efetuar a compra, o consumidor deverá se informar se a loja aceita trocas e quais as condições para realizá-la. Isso, porque a loja não é obrigada a trocar produtos, simplesmente por conta de gosto, tamanho ou cor.

– Para as compras realizadas pela internet, valem as mesmas dicas, mas vale lembrar que o consumidor deve atentar para sites piratas que levam a armadilhas e fraudes nas relações de consumo.

– Somente para as compras realizadas fora do estabelecimento comercial, como internet, pode ocorrer a troca de produtos em perfeito estado (sem defeito), no prazo de sete dias.

– A nota fiscal deve ser exigida, pois ela é essencial para garantir todos os direitos do consumidor, estabelecidos pelo Código.

Equilibre seu orçamento, pense antes de comprar, não compre por impulso e se informe antes de efetivar as compras, com isso você e sua mãe não terão aborrecimentos no dia seguinte.

Feliz dia das Mães, votos da Comissão de Direitos do Consumidor da 3ª Subseção da OAB – Barbacena

NOTA DA REDAÇÃO: Cacilda Araújo é Especialista em Direito do Consumidor pela UFJF, Membro da Academia Barbacenense de Ciências Jurídicas, Professora do Centro de Estudos Superiores Aprendiz.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.