Take a fresh look at your lifestyle.

Para onde vai nosso lixo?

0 1.149

Você já parou para refletir para onde vão todos os resíduos que descartamos diariamente?

Por Sabrina Medeiros (membro do Centro de Estudos em Ecologia Urbana do IF Sudeste Barbacena/MG e graduanda em Ciências Biológicas) sob orientação do Prof. Delton Mendes. 

Por onde passa, a espécie humana deixa marcas de sua existência e uma delas é o seu lixo, que vem aumentando desenfreada e desproporcionalmente na natureza. Milhões de toneladas de resíduos são produzidos todos os dias, além do que o planeta pode suportar. Não temos dado a atenção devida a essa situação, fazendo com que esse atual problema mundial se torne aceitável, uma vez que não está afetando diretamente a vida de muitas pessoas. Pensando melhor sobre tal assunto, você já parou para refletir para onde vão todos os resíduos que descartamos diariamente?

Segundo pesquisas recentes, de um total de 70 milhões de quilos de resíduos, apenas 2% são reciclados e 18 % recebem algum tratamento em locais controlados, como aterros sanitários. Grande parte do lixo descartado a céu aberto (aproximadamente 80%) sem qualquer tratamento sofre ação de queimadas, o que é altamente prejudicial à vida de muitos seres vivos, causando danos também à atmosfera, uma vez que libera gases tóxicos no ambiente. Além de tudo isso, a deposição de lixo em uma área aberta causa, em síntese, problemas sociais e de saúde pública, em curto, médio e longo prazos.

De todos os materiais descartados, o plástico se destaca por ser composto de polímeros artificiais que apresentam inúmeras vantagens na vida do ser humano, que o consome sem pensar nos riscos e nos prejuízos que o mesmo pode causar nos ecossistemas, como os oceanos. As desvantagens do descarte incorreto do mesmo são inúmeras, principalmente por sua grande maioria não ser biodegradável, isto é, eles não são decompostos por microrganismos, como fungos e bactérias. Isso significa que mesmo depois de jogados fora, os plásticos continuam por muitos e muitos anos, conservando suas propriedades físicas e, dessa forma, poluem o ambiente, causando prejuízos incalculáveis, ecológicos e ambientais.

É indispensável, então, o descarte correto e a utilização de materiais descartáveis de forma reduzida e consciente, para amenizar todos os efeitos provocados por todo esse lixo que é descartado diariamente. Por isso, segundo a empresa pioneira em implantação de projetos de coleta seletiva, Natural Limp, é necessário que compreendamos que o homem e o meio ambiente não são dois organismos separados e muito menos dois sistemas indissociáveis. Se pretendemos continuar habitando a Terra, temos de reaproveitar e utilizar de forma mais consciente os recursos disponíveis.Só assim poderemos ter uma sociedade mais desenvolvida sem destruirmos os recursos naturais do planeta em que vivemos. 

Apoio divulgação científica: Samara Autopeças e Barbacena Online

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.