• 30ºC
    Barbacena, MG Previsão completa
  • Pai condenado a indenizar filha por abandono afetivo em Barbacena

    Uma jovem barbacenense de 19 anos receberá uma indenização do pai biológico por abandono afetivo. A sentença foi proferida pelo juiz da 1ª Vara Cível de Barbacena, Lelio Erlon Alves Tolentino que determinou o pagamento de R$50 mil de indenização por danos morais.

    O reconhecimento da paternidade foi feito por DNA em 2005, mas a filha alegou que o pai nunca participou de sua criação. Pela ausência, ela relatou que desenvolveu depressão e faz uso contínuo de remédios, fato comprovado por laudo técnico social.

    O réu contestou no processo que o contato era dificultado pela mãe da menina e que apesar disso nunca desamparou a filha economicamente.  “O abandono afetivo se mostra patente, diante da inexistência da presença do pai na vida cotidiana de sua filha, não fazendo ele questão de manter contato, constituindo nova família e negligenciando sua paternidade, sendo certo que as desavenças existentes entre os pais não se prestam a justificar o abandono”, disse.

    O pai pode recorrer da sentença de primeira instância. A assessoria do Tribunal de Justiça de Minas não divulgou os nomes dos envolvidos para preservar a intimidade de todos.