Take a fresh look at your lifestyle.

O desenvolvimento de crianças de 0 a 6 meses

0 194

Vamos iniciar hoje uma série de temas relacionados ao desenvolvimento global da criança, a partir de cada faixa etária. Muitas pessoas têm curiosidade ou precisam saber sobre o que se deve esperar em cada faixa etária. Esta série ajudará neste sentido: o que podemos esperar em cada faixa etária. Toda criança tem seu desenvolvimento dentro de um padrão esperado. Desenvolvimentos diferentes necessitam de atenção especializada e, em alguns casos, de avaliação e intervenção específicas. Esta série ajudará os pais e responsáveis a identificar dificuldades ou atrasos específicos.

 

  • Quais são as principais características do desenvolvimento físico das crianças de 0 a 6 meses?

 

 

De 0 a 6 meses a criança, tem um desenvolvimento físico muito rápido: ela sai da condição de um bebê muito dependente, sem muitas funções e habilidades estabelecidas, para um crescimento que a leva a se movimentar cada vez mais. Assim, há um processo de fortalecimento gradual dos músculos e do sistema nervoso: os movimentos bruscos e descontrolados iniciais vão dando lugar a um controle progressivo da cabeça, dos membros e do tronco. Por volta da 8ª semana é capaz de levantar a cabeça sozinha durante poucos segundos, quando está deitada de barriga para baixo. O controle completo da cabeça se dá por volta dos 4 meses: deitada de costas, levanta a cabeça durante vários segundos; deitada de barriga para baixo começa a elevar-se com apoio das mãos e dos braços e virando a cabeça. Por volta dos 4 meses o controle das mãos é mais fino, sendo capaz de segurar num brinquedinho. Entre os 4 e os 6 meses utiliza os membros para se movimentar, rolando para trás e para frente; apresenta também maior habilidade em alcançar e agarrar o que quer ou a posicionar-se no chão para brincar. Desenvolve o seu próprio ritmo de alimentação, sono e eliminação. O desenvolvimento da visão é progressivo, daí a importância da oferta de objetos/brinquedos coloridos. Progressivamente será capaz de utilizar os olhos para focar um objeto próximo ou afastado, bem como de seguir a deslocação dos objetos ou pessoas. Entre os 4 e os 6 meses a visão e a coordenação olho-mão encontram-se próximas da do adulto. Em relação ao desenvolvimento da função auditiva, entre os 2 e os 4 meses, o bebê reage aos sons e às alterações do tom de voz das pessoas que o rodeiam. Por volta dos 4-6 meses, possui já uma grande sensibilidade às modulações nos tons de voz que ouve.

 

 

  • Quais são as principais características do desenvolvimento intelectual/cognitivo das crianças de 0 a 6 meses?

 

 

 Nesta faixa etária, a aprendizagem se dá principalmente através dos sentidos: o tato, a visão, o olfato, o paladar, a audição. Daí a importância da estimulação adequada às crianças nesta idade. A criança vocaliza espontaneamente, sobretudo quando está com outras pessoas; a partir dos 4 meses começa a imitar alguns sons que ouve à sua volta. Por volta do 6º mês, compreende algumas palavras familiares (o nome dele, “mamã”, “papá”…), virando a cabeça quando o chamam.

 

 

  • Quais são as principais características do desenvolvimento social das crianças de 0 a 6 meses?

 

 

Nesta fase a criança distingue quem cuida dela em relação a outras pessoas com quem se relaciona, estabelecendo uma relação privilegiada. Fixa o rosto e sorri (aparecimento do 1º sorriso social por volta das 6 semanas). Ela já aprecia contato com outras crianças ou adultos. Por volta dos 4 meses: já reconhece pessoas mais próximas, o que influencia a forma como se relaciona com elas, tendo reações diferenciadas com a pessoa com quem interage. É também capaz de distinguir pessoas conhecidas de estranhos, revelando preferência por rostos familiares. 

 

 

  • Quais são as principais características do desenvolvimento emocional das crianças de 0 a 6 meses?

 

 

Quanto ao desenvolvimento emocional, a criança já manifesta a sua alegria através dos movimentos do corpo, mostrando prazer ao antecipar a alimentação ou o colo. O choro é a sua principal forma de comunicação, podendo significar estados distintos (sono, fome, desconforto, etc.). Ela também apresenta medo diante de barulhos altos ou inesperados, objetos, situações ou pessoas estranhas, movimentos súbitos e sensação de dor.

 

 

  • Existem alguns sinais aos quais os pais e responsáveis precisam ficar atentos nesta faixa etária?

 

Sim, existem alguns sinais que os pais podem e precisam ficar atentos. Podem ser passageiros, mas se não cessarem podem significar algumas questões que precisarão ser avaliadas por especialistas. São eles:

  1. Choro excessivo (que não cessa com cuidados e atenção) ou ausência de choro;
  2. Irritabilidade excessiva;
  3. Hipotonia;
  4. Pouca ou nenhuma resposta a estímulos ambientais;
  5. Dorme pouco.

 

Caso você note ou perceba alguma coisa de diferente em sua criança, procure e converse com o pediatra. Ele certamente saberá se há alguma alteração no desenvolvimento de sua criança e, se houver, ele fará os encaminhamentos que se fizerem necessários.

 

NOTA DA REDAÇÃO – Valeska Magierek (formada em Psicologia pela UFSJ, com especialização em Neuropsicologia pela FUMEC e mestrado em Psicobiologia na Escola Paulista de Medicina (UNIFESP); atua há mais de 20 anos na área de Psicologia Infantil e Neuropsicologia; é coordenadora clínica do Centro AMA de Desenvolvimento em Barbacena.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.