Take a fresh look at your lifestyle.

O desenvolvimento da criança de 3 a 4 anos

0 173
  • Quais são as principais características do desenvolvimento físico das crianças de 3 a 4 anos?

 

Nesta faixa etária há grande atividade motora: a criança corre, pula, começa a subir escadas, pode começar a andar de velotrol. Apresenta grande desejo de experimentar tudo, o que amplia seu conhecimento de mundo. Embora ainda não seja capaz de amarrar os sapatos, veste-se sozinha razoavelmente bem, é o início da autonomia. É capaz de comer sozinha com uma colher ou um garfo. Copia figuras geométricas simples e se interessa pelas formas ao seu redor. É cada vez mais independente quanto à sua higiene, sendo capaz de controlar os esfíncteres (sobretudo durante o dia).

 

 

  • Quais são as principais características do desenvolvimento intelectual/cognitivo das crianças de 3 a 4 anos?

 

Nesta faixa etária a criança já compreende a maior parte do que ouve e o seu discurso é compreensível para os adultos. Utiliza também bastante a imaginação: início dos jogos de faz-de-conta e dos jogos de papéis (mamãe-filha, p. ex.). Compreende o conceito de quantidade. Sabe o nome, o sexo (se é menina ou menino) e a idade. Repete sequências de 3 algarismos. Começa a ter noção das relações de causa e efeito (p. ex. Começa a entender que se fizer birra não irá ao parquinho, etc.). É bastante curiosa. 


3) Quais são as principais características do desenvolvimento social das crianças de 3 a 4 meses?

Nesta fase a criança é bastante sensível aos sentimentos dos que a rodeiam.  Mas também é a idade que tem dificuldade em cooperar e partilhar, dividir. Preocupa-se em agradar os adultos que lhe são importantes, sendo dependente da sua aprovação e afeto. Começa a perceber as diferenças no comportamento dos homens e das mulheres. Começa a se interessar mais pelos outros e a integrar-se em atividades de grupo com outras crianças.  

 

4) Quais são as principais características do desenvolvimento emocional das crianças de 3 a 4 anos?

Nesta faixa etária, a criança é capaz de se separar da mãe durante curtos períodos de tempo, podendo ir para a creche ou escola com tranquilidade. Começa a desenvolver alguma independência e autoconfiança, o que deve ser incentivado pela família. Pode manifestar medo de estranhos, de animais ou do escuro, mas não devendo ser reforçado para que não permaneça ao longo de sua infância. Começa a reconhecer os seus próprios limites, pedindo ajuda. Imita os adultos, devendo os mesmos terem atenção e cuidado com os próprios comportamentos.

 

5)  Quais são as principais características do desenvolvimento moral das crianças de 3 a 4 anos?

Esta é uma idade importante na qual a criança começa a distinguir o certo do errado. As opiniões dos outros acerca de si própria assumem grande importância para a criança. Ela consegue controlar-se de forma mais eficaz e é menos agressiva. Utiliza ameaças verbais extremas, como por exemplo: “eu te mato!”, sem ter noção das suas implicações.


Existem alguns sinais aos quais os pais e responsáveis precisam ficar atentos nesta faixa etária?

 

Sim, existem alguns sinais que os pais podem e precisam ficar atentos. Podem ser passageiros, mas se não cessarem podem significar algumas questões que precisarão ser avaliadas por especialistas. São eles:

  1. Choro excessivo ainda;
  2. Irritabilidade excessiva;
  3. Pouca ou nenhuma resposta ou interesse a estímulos ambientais;
  4. Ausência de fala (fala atrasada ou estranha com repetições/ecolalias) ou falhas na comunicação que prejudicam seu desenvolvimento global;
  5. Alterações no sono e na alimentação; 
  6. Alterações no comportamento (irritação, oposição em excesso, teimosia em excesso, birras em excesso, etc.);
  7. Atrasos motores;
  8. Dificuldades na interação com outras crianças e/ou pessoas; 
  9. Agressividade.

 

Caso você note ou perceba alguma coisa de diferente em sua criança, procure e converse com o pediatra. Ele certamente saberá se há alguma alteração no desenvolvimento de sua criança e, se houver, ele fará os encaminhamentos que se fizerem necessários.

 

NOTA DA REDAÇÃO – Valeska Magierek (formada em Psicologia pela UFSJ, com especialização em Neuropsicologia pela FUMEC e mestrado em Psicobiologia na Escola Paulista de Medicina (UNIFESP); atua há mais de 20 anos na área de Psicologia Infantil e Neuropsicologia; é coordenadora clínica do Centro AMA de Desenvolvimento em Barbacena.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.