• 23ºC
    Barbacena, MG Previsão completa
  • Novo secretário indica estrangulamento da saúde em Barbacena. Ocupação de leitos é o principal problema

    O novo Secretário de Saúde de Barbacena, o médico otorrinolaringologista Arinos Brasil Duarte Filho, afirmou que o maior problema enfrentado na pandemia, neste momento, é a falta de leitos para pacientes com Covid-19. “Chegamos ao estrangulamento, com ocupação se aproximando dos 100%”, alertou o médico em entrevista nesta quinta-feira (07), ao programa Contato Direto, da Rádio Sucesso FM.

    Arinos afirmou que a gestão, apesar do pouco tempo à frente da pasta, tem pensado em soluções rápidas e práticas que ajudem a acelerar os atendimentos. “Um exemplo que aconteceu, foi na noite desta quarta-feira, em que a Policlínica estava com superlotação. Decidimos fazer testes em vários pacientes lá dentro, sendo que 9 deles testaram positivo e outros 7 negativo, o que agilizou o fluxo no atendimento do hospital, deixando no local apenas os que realmente necessitam estar”. O Secretário destacou que já existe um plano de contingência focado na transferência de pacientes de Barbacena para outras cidades, caso haja necessidade.

    Com relação às demais medidas no sistema de saúde, Arinos destacou o descaso com as UBS. “Existem muitas unidades que não estão adequadas para receber as pessoas, estão cheias de mato, com estruturas não muito boas. Devemos respeitar o profissional, com um lugar adequado para ele trabalhar e também para receber os pacientes. A nossa ideia é reformar essas unidades ou fazer novas, além de terminar as que foram iniciadas”.

    Comércio  – Sobre o funcionamento do comércio, Arinos Brasil lembrou que a cidade está na onda vermelha do programa Minas Consciente e essa onda tem indicativos para funcionamento apenas dos serviços essenciais. “Estamos conversando com todos os segmentos para ouvir sugestões e também conhecer as demandas”. A intenção é que sejam construídos protocolos de segurança com todos os segmentos.

    Vacina – Questionado sobre as futuras compras da vacina e sua organização para imunização dos barbacenenses, Arinos afirmou que “apesar de hoje ainda ser o meu quarto dia efetivo como secretário, em conversa com a Secretaria Nacional de Saúde, os planos já estão sendo colocados em prática. Começamos a olhar os freezers e a comprar seringas para fazer a vacinação em massa assim que a vacina chegar aqui na cidade. Infelizmente, a vacina não depende da gente e sim do governo federal e do Estado. Mas o prefeito já começou a olhar essa situação, assim como em alguns laboratórios aqui no Brasil, como o Butantan e a Fiocruz, a possibilidade de trazer. Porém, precisamos aguardar, pois ainda não existe no momento nenhuma vacina aprovada no Brasil pela ANVISA”.

    Expectativas de futuro- Sobre as expectativas para os próximos meses, o secretário diz estar bastante motivado para lutar e melhorar a saúde da cidade, mas antes a princípio focar na diminuição dos casos do Covid-19. “Eu vejo grandes possibilidades de organizar nossa saúde, fazer todo mundo conversar um com o outro, melhorar os locais de atendimento e terminar nossos quatro anos entregando cidade exemplar, que tenhamos orgulho de morar.” 

    Como último apelo, o secretário pediu à população que tenham paciência e ajudem uns aos outros. “As pessoas precisam entender que esse momento é muito grave, e que todos precisam ser colaborativos não só com a gente, mas também com o próximo. Se não, a gente não vai sair dessa situação. E eu acredito que a população vai nos ajudar”.