• 23ºC
    Barbacena, MG Previsão completa
  • Na Prefeito Simão Tamm situação é crítica

    Constantemente o Barbacena Online apresenta relato de moradores de diversos bairros com relação aos buracos, falta de passeio, bueiros, mato, enfim, falta de infraestrutura em geral. Na Avenida Prefeito Simão Tamm no bairro Grogotó, os buracos na via fazem parte da rotina dos moradores, apesar dos problemas serem relatados frequentemente através da mídia local, redes sociais e diretamente na prefeitura. Agora, além do perigo de acidentes e prejuízos aos moradores, os buracos também trazem o perigo da proliferação da dengue, pois com as chuvas, estão acumulando água parada. Na manhã de quinta-feira (14) a Secretaria Municipal de Obras de Barbacena divulgou seu cronograma de obras do dia, incluindo uma operação tapa-buracos na Avenida Prefeito Simão Tamm.

     

    Problema parecido acontece na rua Pernambuco, no bairro Santa Efigênia, que mesmo durante a última operação tapa buracos no bairro foi deixada para trás. A situação em todo o bairro é preocupante, com ruas esburacadas por todos os lados, mas a situação piora na Rua Pernambuco, com buracos enormes, acumulando água e causando prejuízos a moradores que precisam trafegar por ali.

    Perto dali, outro problema antigo atinge os moradores do bairro, a falta de bueiros na rua Major Diniz, que já causou inúmeros prejuízos aos moradores em períodos de chuva. Sempre que chove mais forte existe a possibilidade de entrar água em garagens, casas mais baixas e nas residências localizadas nas ruas da parte mais baixa do loteamento. A água que vem das ruas mais próximas como a rua Pernambuco não tem para onde escoar, tornando o local um verdadeiro rio durante a chuva. Muitos representantes do poder público já estiveram no local a pedido de moradores mas até o momento nada foi feito. “Moro aqui há 7 anos, no início tivemos uma chuva tão forte que derrubou parte de uma construção, pois a água não tinha para onde escorrer, já houve um abaixo-assinado, representantes da Prefeitura estiveram no bairro, mas nada foi feito”, relata uma moradora.