Take a fresh look at your lifestyle.

Luz de Deus

Por Débora Ireno Dias

0 128

“Eu só quero, que a Luz de Deus que um dia em mim brilhou….”

Quando criança,  costumava escutar esta música e estes dias ela tem vindo mais forte ao meu coração. Temos passado por momentos sombrios, de angústia e tristeza, decepções em vários setores da vida. Mesmo que o sol insista em aquecer o solo, parece que o sentimento está frio, vazio, preocupado em resolver problemas reais ou, pior, criando problemas que, talvez, nunca existirão.

“Jamais se esconda e não se apague em mim o seu amor….”

Não sei se a letra da música é assim. Só sei que tem cantado alto em meu coração o desejo de não me apagar – e esta é uma luta diária. Não deixar apagar o brilho, a Luz, o Amor. Vejo pessoas que já se apagaram há muito tempo.  Outras que ainda apresentam uma réstia de luz. A vida pode ter sido difícil para elas. Ou elas não quiseram ou não conseguiram experimentar o calor desta luz que se expande sobre todos nós. Não as julgo. Às vezes, é difícil mesmo aceitar que algo maior e melhor nos aqueça e nos acolha em nossa pequenez. Ou não nos sentimos merecedores deste Amor ou, por experiências desastrosas na vida, sentimos que somos “O TAL” , nos escondendo atrás de nossas carcaças e armaduras.

“Eu só quero, que meu amor ajude o meu irmão….”

Penso que uma das formas de manter a Luz brilhando em cada um de nós, em mim, é vivenciando a cada dia a compaixão,  generosidade, amorosidade, gentileza. Praticando o Bem, cuidando-se na saúde física e emocional e espiritual e mostrando ao Outro que ele também “brilha”. Acredito que não se chega a nenhum lugar sozinho. Precisamos caminhar juntos, mesmo com tantas diferenças existentes.

“A caminhar guiado por Tua Mão, em Tua Lei, em Tua Luz,  Senhor.”

Acredito que, se mantivermos os olhos e o coração fitos Nele, será menos difícil viver a Lei do Amor. Será mais fácil deixar  a Luz de Deus brilhar e a descobrirmos o brilho que existe em nós, a fim de sermos “pirilampos” do amor e da alegria por onde caminharmos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.