Take a fresh look at your lifestyle.

Limitação de visitantes em Ibitipoca afeta economia da cidade

Moradores e empreendedores locais ressaltam falta de estrutura na Vila

0 602

Conceição de Ibitipoca é o destino de muitos barbacenenses que buscam turismo, natureza e a hospitalidade mineira, principalmente em razão do Parque Estadual. Porém, visitar o local fica mais difícil em razão de uma determinação da Justiça para reduzir a quantidade de visitantes de 1,2 mil para 600 por dia. A medida vem causando prejuízos para grande parte da população que vive do turismo direta ou indiretamente.

O impacto da redução de visitas no parque afetou guias turísticos, setor hoteleiro e empreendedores da cidade, gerando inclusive demissões. É relevante a preocupação do Ministério Público (MP), Instituto Estadual de Florestas (IEF) e outros órgãos em relação ao parque, mas para muitos moradores a verdadeira preocupação está na Vila. Os relatos são de que falta a estrutura necessária para receber turistas. Falta, inclusive, saneamento básico (o esgoto da cidade é canalizado, porém é despejado no córrego da Conceição), durante feriados chega a faltar água, energia elétrica e o trânsito fica bastante confuso.

Os grandes shows, que têm sido frequentes na cidade, também são apontados como situações caóticas para a pequena Vila. Com os shows, durante os feriados, a cidade de mil habitantes chega a receber uma média de 6 mil turistas.

De acordo com matéria publicada pelo portal de notícias G1, os moradores acreditam que o crescimento da vila e a realização de eventos em feriados mudam o perfil do turista e interfere na cultura do local. Para eles, a atuação do poder público é imprescindível, incluindo a análise, por parte da prefeitura, para liberação de alvará para shows, e implantar um sistema de fiscalização com urgência para inibir o crescimento urbano desordenado, no caso das novas obras.

Atualmente existe uma investigação por parte do MP, que aguarda o resultado de um estudo que vem sendo realizado pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), que pode alterar a questão da limitação.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.