Juíza inocenta suspeito de induzimento ao suicídio de Rafaela Drumond

A juíza Marié Verceses da Silva Maia, da Vara Criminal da Comarca de Carandaí, proferiu sua decisão sobre o inquérito do caso da escrivã da Polícia Civil Rafaela Drumond. De acordo com a juíza, e também com o Ministério Público, não há indícios de crimes cometidos pelo inspetor Celso Trindade Andrade.

O servidor estava sendo investigado pelos crimes de induzimento ao suicídio e assédio sexual. De acordo com o auto, Rafaela teria “praticado o autoextermínio de forma voluntária, não havendo a influência da ação de terceiros em sua decisão”.

Sobre o crime de assédio sexual, a juíza disse que, para que uma ação seja assim tipificada, seria necessário que uma pessoa em nível hierárquico superior utilizasse de sua autoridade para cometer o crime. De acordo com o auto, no entanto, Rafaela não era subordinada ao inspetor Celso.

A ação do inspetor poderia ser enquadrada como crime de injúria, mas como não houve queixa-crime dentro do prazo, operou-se a decadência do delito.

Um outro investigado, delegado da Polícia Civil de Carandaí, estava sendo investigado pelo crime de condescendência criminosa. De acordo com a juíza, o crime é configurado quando “uma autoridade pública ou particular se omite diante de uma infração penal cometida por um subordinado”.

Por se tratar de uma infração de menor potencial ofensivo, o caso será enviado para o Juizado Especial Criminal.

As decisões foram tomadas após uma longa investigação, que contou análise de mensagens, áudios e vídeos do celular de Rafaela, com a oitiva de testemunhas e amigos da escrivã e também com uma carta de despedida deixada por ela.

⚠️ A reprodução de conteúdo produzido pelo Portal Barbacena Online é vedada a outros veículos de comunicação sem a expressa autorização. 

Comunique ao Portal Barbacena Online equívocos de redação, de informação ou técnicos encontrados nesta página clicando no botão abaixo:

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Aceitar Saiba Mais