Instagram e a política: o filtro que você não pediu

Por Caren Ferreira Siqueira, membro do Laboratório de Escrita Criativa e Científica do Projeto “Falando de Ciência e Cultura” e graduanda em Sistemas para Internet no IF, Campus Barbacena, sob orientação do professor e pesquisador Delton Mendes Francelino, coordenador do Centro de Estudos em Ecologia Urbana e Educação Ambiental Crítica do IF Barbacena, MG.

 

Em fevereiro de 2024, a Meta anunciou através de um post em seu blog sobre o Instagram a inserção de um filtro que limitaria a sugestão de conteúdos políticos. Implementada inicialmente nos EUA, a empresa justificou a decisão alegando querer proporcionar uma boa experiência para todos os usuários. Em seu post no blog, a empresa explica: “Se você decidir seguir contas que postam conteúdo político, nós não queremos ficar entre você e suas postagens, porém não queremos recomendar proativamente conteúdo político de contas que você não segue.”. Contudo, a postagem não alerta os usuários ao fato de que o filtro é ativado por padrão para bloquear conteúdos políticos.

Em março o filtro chegou ao Brasil e assim como nos EUA os usuários não foram diretamente informados sobre ele, muito menos sobre o fato de estar automaticamente ativo. Nesse contexto, o argumento de que esse filtro dá aos usuários autonomia de escolha acerca dos conteúdos que serão recomendados se mostra uma falácia, e o algoritmo das redes sociais que já fomenta bolhas que reafirmam a opinião dos usuários, ganha ainda mais força. Nos EUA, segundo o Pew Research Center, cerca de metade da população adulta se informa de assuntos políticos através das redes sociais. No Brasil não é diferente, segundo uma pesquisa da DataReportal cerca de 52.7% dos brasileiros usam as redes sociais para ler notícias.

Aos usuários que têm interesse de continuar recebendo sugestões de conteúdo político produzido por contas que não segue, é necessário desativar manualmente a opção seguindo os seguintes passos: acesse seu perfil no Instagram, clique nas três barras no canto superior direito, na área “O que você vê” cliquei em Sugestão de conteúdo > Conteúdo político > Não limitar conteúdo político de pessoas que você não segue.

Fonte: TecMundo

É válido ressaltar que 2024 é um ano de eleições municipais. Independente do debate se redes sociais são ou não o melhor lugar para se informar a respeito, é indiscutivelmente um dos mais usados. Assuntos políticos e sociais acabam sendo bloqueados devido a esse filtro, muitas prefeituras e candidatos usam as redes sociais como um meio de comunicação com a população, é muito importante para que você possa se informar ou informar pessoas acerca desses temas que essa trava seja desativada.

Fontes:

https://about.instagram.com/blog/announcements/continuing-our-approach-to-political-content-on-instagram-and-threads

https://www.pewresearch.org/journalism/fact-sheet/social-media-and-news-fact-sheet/

https://v4company.com/blog/marketing-digital/digital-brasil-2024

Apoio:

⚠️ A reprodução de conteúdo produzido pelo Portal Barbacena Online é vedada a outros veículos de comunicação sem a expressa autorização. 

Comunique ao Portal Barbacena Online equívocos de redação, de informação ou técnicos encontrados nesta página clicando no botão abaixo: