Golpe do Pix: bancos lançam campanha para reduzir riscos

Por Cristovam Abranches

A adesão maciça ao Pix pelos brasileiros, além de facilitar a vida financeira, trouxe uma consequência indesejada: aumentou também o número de fraudes digitais com objetivo de fazer transferências pela ferramenta. Para prevenir golpes, os bancos e a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) lançaram uma campanha alertando os usuários que desconfiem de mensagens suspeitas de pessoas se passando por funcionários de bancos — e evitem clicar em links suspeitos recebidos por aplicativos.

Segundo a Febraban, a melhor forma de prevenção é a informação. Os criminosos usam técnicas de engenharia social, que consistem na manipulação psicológica do usuário para que ele forneça informações confidenciais, como as senhas, ou faça transações a favor das quadrilhas. Entre as inúmeras tentativas de fraude, estão o golpe do falso funcionário do banco, da clonagem do Whatsapp e, mais recentemente, do aplicativo que cria um falso recibo de pagamento via Pix.

— Pare, pense e desconfie. O cliente deve sempre suspeitar quando recebe mensagem de algum contato dizendo que ele está em alguma situação de emergência. Os dados pessoais de cada cliente pessoa física jamais são solicitados pelos bancos, e seus funcionários nunca ligam para fazer testes com o Pix, testes de transações, pagamentos ou estornos de lançamentos — orienta Adriano Volpini, diretor do comitê de prevenção de fraudes da Febraban.

— Os bancos têm investido R$ 3 bilhões por ano em cibersegurança, 10% dos gastos do setor com tecnologia. As instituições também atuam junto à polícia para auxiliar na identificação e punição dos funcionários — disse Volpini.

Promulgada este ano, a lei 14.155 prevê punições severas para fraudes e golpes cometidos em meios eletrônicos, que podem levar a até oito anos de prisão, com agravamento caso a vítima seja pessoa idosa ou vulnerável.

Fonte: globo.com

⚠️ A reprodução de conteúdo produzido pelo Portal Barbacena Online é vedada a outros veículos de comunicação sem a expressa autorização. 

Comunique ao Portal Barbacena Online equívocos de redação, de informação ou técnicos encontrados nesta página clicando no botão abaixo:

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Aceitar Saiba Mais