Francinei, Júlio e Fabrício condenados pela morte de Mateus no bairro Vista Alegre

Três rapazes foram levados a julgamento nesta terça-feira (03), no Tribunal do Júri, na Comarca de Barbacena, sob a presidência da Juíza Karine Loyola Santos. Eles foram acusados de assassinar Mateus Eduardo Silva Costa, na madrugada de 16 de julho de 2022, no bairro Vista Alegre, em Barbacena. Mateus foi atingido por pedradas e pauladas quando foi cercado por quatro rapazes. Três deles foram a julgamento nesta terça. Após cerca de 13 horas de julgamento, os jurados chegaram um veredito e reconheceram materialidade e autoria do homicídio, não absolvendo os réus e não aceitando as teses de defesa, como o homicídio privilegiado. Ao contrário, reconheceram as três qualificadoras por motivo fútil, meio cruel e meio que dificultou a defesa da vítima. Também não aceitaram a desqualificação de lesão corporal seguida de morte.

Ainda dentro da quesitação, os jurados reconheceram o crime de furto com materialidade e autoria.

O Advogado Marcelo Chaves, durante o julgamento desta terça (03)

Para os réus Francinei Jackson Fernandes (Cinei) e Júlio César do Carmo as penas ficaram concretizadas em 18 anos pelo crime de homicídio. Condenados também pelo furto, as penas foram somadas com mais 2 anos e 9 meses. As penas definitivas de Francinei e Júlio César foram, cada uma, de 20 anos e 9 meses de reclusão, em regime inicial fechado. O réu Fabrício de Assis Araújo (neguinho) foi condenado a uma pena um pouco abaixo porque era menor de 21 anos na época dos fatos. Sua condenação principal foi de 15 anos, somados a mais 2 anos e dois meses pelo furto, totalizando 17 anos e 2 meses, também em regime inicial fechado. Os três já estavam presos e a Magistrada manteve a prisão.

Advogados que atuaram na Defesa, Octávio, Victor Emídio, Raphael Rigueira e Victor Campos

Atuaram na defesa os advogados Raphael Dutra Rigueira, Victor Campos, Victor Emídio e Octávio. Na acusação, pelo Ministério Público, o Promotor de Justiça Vandel Victorino Resende, contando ainda com os advogados assistentes de acusação, Marcelo Chaves e Paulo Fernando.

Durante todo o júri, o plenário esteve lotado, com familiares da vítima, familiares dos réus, muitos estudantes de direito e vários advogados.

⚠️ A reprodução de conteúdo produzido pelo Portal Barbacena Online é vedada a outros veículos de comunicação sem a expressa autorização. 

Comunique ao Portal Barbacena Online equívocos de redação, de informação ou técnicos encontrados nesta página clicando no botão abaixo: