Feiras livres: quais as recomendações para a retomada segura?