Take a fresh look at your lifestyle.

FAB confirma 23 novos positivos de Covid-19 na Epcar em Barbacena

3 7.511
Vinte e três novos casos positivos de Covid-19 foram confirmados na Epcar pelo Ministério da Defesa, na tarde de sexta-feira (22). Com os sete registrados no início da semana, a escola tem 30 integrantes diagnosticados com o novo coronavírus.
Confira a nota na íntegra:

 

O Ministério da Defesa informa, por meio da Força Aérea, que, de acordo com os registros da Diretoria de Saúde da Aeronáutica, até esta sexta-feira (22/05), outros 23 integrantes da Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR) tiveram confirmação laboratorial para Covid-19.

 

A EPCAR realiza um cronograma de testagem para todos os militares da organização, de forma a possibilitar a liberação segura dos alunos para férias escolares de três semanas. Até o momento, toda a turma do terceiro ano foi testada e os que resultaram em negativo para COVID-19 serão liberados nesta sexta-feira (22/05).

 

Os alunos do segundo ano e do primeiro ano estão sendo testados hoje (22/05) e, assim como a turma do terceiro ano, os militares que resultarem em negativo para COVID-19 serão liberados, sendo importante ressaltar que o procedimento de saída da EPCAR será por turmas e em dias diferentes.

 

Conforme as diretrizes do Ministério da Saúde e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) quanto à prevenção, à testagem e às respostas médicas relacionadas à COVID-19, todos os militares com suspeita de exposição ao novo coronavírus ou com quaisquer sinais da doença, por mais leves que sejam, são direcionados ao isolamento e recebem o tratamento preconizado pelo Ministério da Saúde.

 

A EPCAR tem realizado esforços no combate ao coronavírus desde que o Ministério da Saúde reportou os primeiros casos no Brasil. Dessa forma, a Escola readequou as atividades escolares, implementando procedimentos de prevenção alinhados aos protocolos do Ministério da Saúde.
3 Comentários
  1. GALVAO Diz

    Sugiro um banho de cloroquina, para lavar tanta irresponsabilidade.

    Temos agora um foco de Covid-19 no meio da cidade!

    Parabéns aos envolvidos!

  2. JOAO Diz

    Isso foi um crime contra a vida de estudantes e profissionais e contra a população de Barbacena.
    O Comando deve ser devidamente responsabilizado, o que acho improvável…
    Senhora Sec de Saúde e Prefeito, e aí?!

  3. Carvalho Diz

    QUAL O MAIOR PROBLEMA ENFRENTADO NESSE CONTEXTO DE PANDEMIA PROVOCADA PELO CORONAVÍRUS?
    Difícil identificar qual o maior problema, mas com toda certeza um que se destaca é a DESINFORMAÇÃO!
    1) Entendem alguns que a contaminação ou infecção pelo coronavírus, por pessoas que se encontram FORA DO GRUPO DE RISCO represente, de FORMA ABSOLUTA, ponto negativo e derrota. Alguns até vibram com a notícia! É como se fossem contaminados ou infectados pelo vírus ebola ou vírus de maior potencial destrutivo! A grande derrota nessa história está ligada à atuação da OMS (Organização Mundial da Saúde). Com todo o CONHECIMENTO CIENTÍFICO E PROGRAMAS FUNDAMENTADOS NA CIÊNCIA que alegam que essa Organização possui, tivesse agido com ações rápidas e PROTOCOLOS ALTAMENTE CIENTÍFICOS o alastramento ou propagação dessa doença PROVAVELMENTE, COM ELEVADÍSSIMAS CHANCES teria sido contido no território chinês! Não perderei nem tempo escrevendo sobre linha do tempo referente à fase inicial ou contexto do surgimento dessa pandemia na China! E nem adianta dizer que não tiveram informações seguras vindas do Governo Chinês!

    2) Fato é que em decorrência de ERROS GROSSEIROS cometidos por esses que são exaltados por alguns como agentes que AGORA agem seguindo PROTOCOLOS EMBASADOS FORTEMENTE NA CIÊNCIA pandemia atingiu praticamente todos os continentes. Falemos da realidade do nosso Estado diante deste contexto de pandemia!
    A) CONJUNTO DOS IRRESPONSÁVEIS E DESUMANOS:
    Preocupação conjunta e simultânea com a SAÚDE E ECONOMIA. Pessoas que estão FORA DO GRUPO DE RISCO, seguindo protocolos de segurança de saúde aplicados a este contexto de pandemia, podem sim continuar na rotina de trabalho. Em caso de infecção, tratados de forma rápida, via protocolos médicos ATUALIZADOS terão elevadíssimas chances de recuperação e continuarem na batalha, defendendo o pão nosso de cada dia, em vez de ficarem entocados ou em uma bolha! Qual a origem dos recursos financeiros que SUSTENTA A ESTRUTURA DE SAÚDE de uma grande nação?

    B) Defendem o uso do medicamento CLOROQUINA / DERIVADOS E CONJUGADOS no tratamento dessa doença logo na fase inicial. Segundo análise de alguns entendidos da ciência não há base científica que ampare a utilização desse remédio AGORA PERIGOSÍSSIMO, mas que antes da pandemia ERA PRATICAMENTE DESCONHECIDO pela grande maioria, embora usa há décadas pela MEDICINA MUNDIAL NO TRATAMENTO DE DOENÇAS COMO A MALÁRIA, LUPOS, DENTRE OUTRAS! Não sabem estes QUE A CIÊNCIA É COMPOSTA POR VÁRIAS CORRENTES DE ENTENDIMENTO. Poderia adentrar na discussão que envolve essa correntes no que diz respeito a este tratamento, porém limitar-me-ei dizendo o seguinte: Nenhum contaminado ou infectado é OBRIGADO A FAZER USO DESTE MEDICAMENTO. Busque tratamento com médicos que considerem ser mais profissionais e principalmente, que trabalhem dentro de protocolos mais científicos!

    Finalizo a minha fala dizendo que, PROVAVELMENTE, muitos QUE NÃO SE ENCONTRAM NO GRUPO DE RISCO, mais cedo ou mais tarde, mesmo que continuem entocados terão contato com esse vírus!
    Qual a melhor opção para aqueles que não estão no grupo de risco? Enfrentar a realidade e CONTINUAR TRABALHANDO, com riscos de infecção E ELEVADÍSSIMAS CHANCES DE CURA ou entrar em uma bolha e ao final dessa crise, que sabe-se lá quando terminará chegar sem emprego e na miséria? Bom, que cada um respeite a decisão do seu próximo e PRINCIPALMENTE DAQUELES QUE FAZEM A RODA DA ECONOMIA GIRAR. RODA ESTA QUE SUSTENTA A SAÚDE (E VICE VERSA). TRABALHADORES QUE ESTÃO NA LINHA DE FRENTE, QUE MOVEM A SOCIEDADE, INDEPENDENTEMENTE DA ÁREA(SAÚDE, COMÉRCIO, INFRAESTRUTURA, ETC.) DEVEM SER RESPEITADOS E HONRADOS! que Deus guarde e proteja a todos, especialmente os que estão lutando na linha de frente!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.