Take a fresh look at your lifestyle.

Está faltando Deus em nossas vidas

Geraldo Faria e seu Ponto de Vista

0 66

. Semana passada disse que esperávamos uma semana mais tranquila, mas, infelizmente, não foi o que aconteceu.

Em nossa cidade tivemos a morte de um jovem por disparo de arma, em cidade vizinha tivemos o assassinato de uma mulher com o sequestro da criança filha da vítima com o praticante do crime e no mundo, três países se reúnem para acender o estopim de uma guerra que se torna a cada dia mais iminente.

No estágio da evolução humana que mais ferramentas de comunicação dispomos é que ocorre menos diálogo, menos diplomacia, menos paz.

Não precisa ser nenhum sociólogo para concluir que “o celular pode até nos aproximar de quem está longe, mas, está nos distanciando de quem está perto”.

Tornamo-nos escravos dessa tecnologia que ao invés de unir, de aproximar, de fraternizar, desagrega, distancia, cria inimizades.

Sem dúvida nenhuma podemos afirmar que “falta Deus em nossas vidas”.

Estamos com os nervos á flor da pele, não temos paciência com os outros, irritamo-nos por pouca coisa.

Falta-nos a paz que Ele quer para nós.

Estamos trocando o abraço de parabéns que gostosamente dávamos a um parente ou um amigo por uma cômoda, mas, fria mensagem de WhatsApp. Mesmo que você tenha bons recursos vocabulares para suas mensagens, com certeza não é a mesma coisa do afeto e carinho que um abraço possa transmitir.

A visita que fazíamos está sendo substituída por mensagens enviadas pelas redes sociais. Estamos perdendo a oportunidade de expressarmos nossa solidariedade e nos limitando a gestos sem nenhuma força espiritual de sensibilidade.

Quem nos lembra das datas importantes das pessoas tidas como queridas é o “facebook”. Somos surpreendidos com nosso esquecimento quando lemos alguma mensagem de alguém nos antecipando e cumprimentando pessoas que nos são tão caras e que antigamente éramos os primeiros a abraçar.

Que tiro foi esse”?

Foi um disparo que está nos aniquilando, nos tornando cada dia menos humanos, menos gente, menos pessoa, menos “ser criados à imagem e semelhança de Deus”.

Está faltando Deus em nossas vidas.

Até mesmo quando vamos cumprir obrigações religiosas ao frequentarmos nossas igrejas, nossos templos, nossos ambientes de culto, a primeira recomendação que os ministros fazem é que desliguemos os nossos celulares. Nem na hora que reservamos para orar, conversar com Deus, manter um diálogo com o Criador estamos livres daquele aparelhinho. Não é raro sermos perturbados pelo inconveniente ruído de um celular.

A escravização à tecnologia está nos roubando o “livre arbítrio”. Não estamos mais exercitando o poder de decidir sobre o que queremos.

Já tomou consciência de quanto tempo você se dedica a ficar lendo e vendo as mensagens que recebe no seu celular.

Reflita!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.