• 20ºC
    Barbacena, MG Previsão completa
  • Em edição atípica, Mostra de Cinema de Tiradentes premia vencedores

    A Mostra de Cinema de Tiradentes, maior evento dedicado ao cinema brasileiro contemporâneo costuma reunir milhares de pessoas na cidade histórica. Porém, em razão da pandemia, a 24ª edição do evento foi totalmente online, com a exibição de mais de 100 filmes brasileiros, incluindo homenagens, debates, pequenas mostras de cinema, shows e atrações artísticas.

    Na noite do dia 30 de janeiro aconteceu a cerimônia de encerramento através do site do evento com premiações e participação do Júri Oficial, que foi composto por críticos, pesquisadores e profissionais do audiovisual. 

    Veja os vencedores:

    – Melhor curta-metragem pelo Júri Oficial, Mostra Foco: “Abjetas 288”(SE), direção de Júlia da Costa e Renata Mourão.Troféu Barroco. Ciario/Naymar: R$ 5 mil em locação de equipamentos de iluminação, acessórios e maquinaria. Do CTAV: Empréstimo de câmera Black Magic por duas semanas.

    Da  Mistika: R$ 6.000 em serviços de finalização. Da DOT Cine: 2 (duas) diárias de correção de cor; master DCP para curta até 30 minutos.

    – Prêmio Canal Brasil de Curtas: 4 Bilhões de Infinitos (MG), de Marco Antônio Pereira com prêmio de R$ 15 mil.

    – Prêmio Helena Ignez para destaque feminino: Ana Johann, diretora e roteirista de “A Mesma Parte de um Homem” (PR).

    – Melhor longa-metragem pelo Júri Jovem, da Mostra Olhos Livres, Prêmio Carlos Reichenbach: “Nũhũ yãg mũ yõg hãm: essa terra é nossa!”, de Isael Maxakali, Sueli Maxakali, Carolina Canguçu e Roberto Romero. Troféu Barroco. Da Mistika: R$ 15.000,00 (quinze mil reais) em serviços de finalização. Da Ciario: R$ 10 mil em locação de equipamentos de iluminação, acessórios e maquinaria da Naymar. Da  Cinecolor: 5 diárias de correção de cor. Da Dotcine: master DCP para longa de até 120 minutos. Do CTAV: Empréstimo de câmera Black Magic por quatro semanas.

    -Melhor longa-metragem da Mostra Aurora, pelo Júri Oficial: Açucena (BA), de Isaac Donato.

    Troféu Barroco. Da The End: R$ 40.000,00 (quarenta mil reais) em serviços de pós-produção (laboratório digital, sync, dailies, conform, correção de cor, animação, composição, 3D e masterização). Da Ciario: R$ 10 mil em locação de equipamentos de iluminação, acessórios e maquinaria da Naymar. Da Cinecolor: 5 (cinco) diárias de correção de cor. Da DOT Cine: master DCP para longa até 120 minutos.

    Júri Oficial

    Graciela Guarani, produtora cultural, comunicadora, cineasta, curadora de cinema e formadora em audiovisual; Ivone Margulies, escreve sobre cinema francês, teatralidade e realismo no cinema e acaba de publicar Filmes de Plastico’splural realism, no dossiê sobre cinema brasileirona Film Quarterly (inverno 2021);  Leonardo Bomfim, programador da Cinemateca Capitólio, em Porto Alegre; Mariana Souto, professora do curso de Audiovisual da UnB; Soraya Martins, atriz, pesquisadora, crítica teatral e curadora. 

    Júri Jovem

    Ana Julia Silvino, 20 anos, estudante 3º período de Rádio, TV e Internetda Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF); Anália Alencar, 25 anos, estudante 9° período de Comunicação Social da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN); Lorenna Rocha, 24 anos, estudante 10º período da Licenciatura em História da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE); Manu ZIlveti, 24 anos, estudante do 5° período de Cinema e Audiovisual da Universidade Federal de Pelotas (Ufpel); Rodrigo Sampaio Cauhi, 20 anos, estudante 6º período do curso de Cinema e Audiovisualda PUC Minas.