• 21ºC
    Barbacena, MG Previsão completa
  • Eleições municipais podem ter ligações com arrombamentos a gabinetes de vereadores

    O Delegado Saulo do Prado deu informações sobre o andamento das investigações nos casos de arrombamentos a gabinetes parlamentares em Barbacena ocorridos neste ano. Em menos de um mês, dois gabinetes foram arrombados na cidade, e os alvos foram os vereadores José Jorge e José Newton.

    Saulo disse que a investigação passa por uma fase de transição, e pode deixar a Delegacia de Patrimônio, que é um procedimento natural de enquadramento no início do processo investigativo, indo para a Delegacia de Juizado Especial (Se identificado crime de menor potencial ofensivo) ou permanecendo caso exista tipologia que atraia essa delegacia especializada. Segundo o Delegado, na fase inicial, foram coletadas informações preliminares, com apoio do trabalho da Perícia Técnica e todo o material produzido está sendo compilado para auxiliar nas investigações.

    O delegado disse também que neste momento a Polícia Civil trabalha mantendo o sigilo das informações colhidas, para evitar vazamento de dados que possam prejudicar o andamento do procedimento e ressaltou que este momento preliminar, de coleta de prova, é muito sensível. Vários elementos probatórios foram recolhidos e existem elementos que apontam na direção de suspeitos do cometimento dos crimes.

    Ao fim da entrevista, a Autoridade Policial disse que as linhas de investigação, embora sigilosas, são vinculadas ao ano eleitoral. Segundo Saulo, são ligadas a atividades de retaliação, ligadas a campanha política de 2020.

    Arrombamentos:

    No último registro, criminosos invadiram o gabinete de um parlamentar municipal em Barbacena no primeiro final de semana deste mês (Julho/2020). O arrombamento foi registrado durante o fim de semana, e o alvo da ação criminosa foi o vereador José Newton, que constatou o arrombamento ao chegar para trabalhar na segunda-feira (6).

    Os criminosos usaram uma chave micha para abrir a primeira porta, de vidro, e arrombaram a segunda porta que é de madeira. Dentro do imóvel, foram levados R$20 que estavam em um envelope e um ventilador que era de um dos assessores do vereador.

    José Newton, na ocasião, sugeriu a interferência da Polícia Federal, para investigar se foram colocadas escutas ou qualquer tipo de grampo ilegal no local, já que a Polícia Civil não teria os equipamentos necessários.

    No final do mês passado, no dia 24 de junho, o gabinete de outro vereador já havia sido arrombado. Naquela data, o parlamentar que foi vítima da ação criminosa foi o vereador José Jorge. Em uma declaração dada ao Contato Direto, da Rádio Sucesso, o vereador contou que ao chegar no gabinete encontrou as portas arrombadas, que apenas documentos foram revirados e que os criminosos não levaram nenhum bem. “Provavelmente são pessoas que estão tentando me incriminar em uma atitude covarde. Quem quiser acesso à algum documento público, o gabinete está à disposição e de portas abertas”, afirmou José Jorge.