• 20ºC
    Barbacena, MG Previsão completa
  • É preciso nos entender

    Por Gilmar Rodrigues

    Cada vez mais, o mundo da tecnologia nos empurra, para o que eu acho ser, o objetivo central da nossa existência. Desde os primórdios dos tempos, a arte da convivência sempre foi o calcanhar de Aquiles do ser humano. Lutas, guerras, batalhas, sempre se fizeram presente na evolução humana, cujo intuito sempre foi mostrar e buscar qual era o mais forte e, assim, fomos evoluindo, luta após luta. A parte que requer atenção especial, a meu ver, é que durante estes períodos de luta, o homem buscou se sobressair, inventando as mais diversas engenhocas, para fazer-se valer de algo inesperado e, assim, vencer a batalha. Com estes inventos, os homens fizeram fortunas, abriram campos diversos, inventaram comércios e revolucionaram a forma de se viver.

    Hoje a luta não é mais tão brusca, em alguns lugares é claro, ela se fixa no campo do poder, trago pelo maior número de cifras que a pessoa possua. Ela se fixa no mecanismo de se manter os olhos para algo que nunca atingiremos; a perfeição. E, podemos observar tal acontecimento nas buscas incessante pelo corpo perfeito, pelo conhecimento total, pelos títulos de papel. Tudo sendo feito para que se seja maior; melhor ou mais completo que o outro. Ledo engano, este o nosso, buscamos por algo que jamais atingiremos, enquanto lutarmos isoladamente. A perfeição que nos fora proposta, é a perfeição da comunidade. Perfeição esta que, não somente nos tornará mais leves, como também, nos proporcionará atingir novos patamares. Poderemos encontrar novas curas, principalmente para a insensibilidade, seremos capazes de transforma dor em sorrisos. Poderemos transformar angustias em alegrias. Isto pode ate ser uma utopia momentânea. Mas, o mundo da evolução tecnológica está nos levando a resolver uma questão que já deveríamos ter solucionado há milênios; a difícil arte da convivência. 

    Daqui a alguns anos, não precisaremos realizar tanta força. O trabalho manual se tornara obsoleto para muitos serviços. E com isso, nos sobrará tempo, para olharmos os defeitos do outro, com isso claro que, muitas intrigas, picuinhas, discussões sem fundamento ocorrerão. É claro que, com muitas diferenças de pensamentos, grupos irão se formar. Acreditaremos que já seja o final dos tempos, interpretaremos como se o apocalipse estivesse ao ponto de eclodir. Mas, não devemos nos enganar; não será o fim dos tempos e, sim, o sinal dos tempos. Sinal de que, verdadeiramente, caminharemos para resolver e alinhar nossos passos rumo ao que viemos buscar; a nossa evolução. 

    Para que seja criada a luz nos corações, a escuridão deve tomar conta dele primeiramente. A fim de que, se queira buscar a luz e, fazer dela sua salvação. Precisamos nos entender, não somente para que possamos evoluir, mas principalmente, para que não sintamos tanta dor nesta transformação. Devemos olhar o outro como olhamos para nós; como um ser em busca de algo que satisfaça o vazio interior. É por isso que lutamos tanto. É por isso que nos sacrificamos tanto. Queremos ser melhores; ser maiores. E, nesta nossa busca, olhamos o outro como inimigo, com alguém que somente quer nos atrapalhar; uma grande mentira. Estamos todos querendo ser algo e, neste caminho, cometemos muitos equívocos, sendo um deles fazer o mal a outro da mesma espécie. Quando conseguirmos enxergar isto, veremos que o outro é apenas um ser igual a nós. E se você merece chegar ao seu objetivo, porque o outro não poderá chegar?

    NOTA DA REDAÇÃO – Gilmar Rodrigues é formado em Gestão de Recursos Humanos, Life Coach e Pratitioner em PNL, é graduando em Direito, Pós graduando em Ciências Politicas. Coautor do Livro “Clube dos Literatos e a Coletânea Fantástica”. Contato: Instagram @gilmarrodriguesoficial

    Comunique ao Portal Barbacena Online equívocos de redação, de informação ou técnicos encontrados nesta página clicando no botão abaixo:

    Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Aceitar Saiba Mais