• 15ºC
    Barbacena, MG Previsão completa
  • Delegado da PF indica como devem ser feitas denúncias de desvio de verbas públicas

    A Polícia Federal realizou nessa terça-feira (09) a terceira fase da operação “Desvia”, de combate a fraudes em obras públicas em Barbacena (MG). Foram cumpridos 15 mandados judiciais de busca e apreensão destinados a servidores e sócios das empresas investigadas. A ação busca identificar crimes cometidos em procedimentos de licitação, execução e pagamentos relacionados com a edificação das unidades básicas de saúde do município, obras que sequer foram concluídas. Uma busca ostensiva aos eventuais desvios que possam ter ocorrido durante a construção dessa obras, que utilizaram recursos federais em Barbacena e se encontram abandonadas. Se for contatada alguma atividade ilícita, os investigados podem cumprir até 28 anos de prisão. 

    Os canteiros das obras investigadas foram abandonados pelas empresas, de modo que a Polícia Federal acredita que os trabalhadores contratados também possam ter sido prejudicados. Por isso, o Delegado Ronaldo Campos, numa entrevista exclusiva à Repórter Sabrina Silva, da Rádio Sucesso FM, afirmou que os profissionais que trabalharam nestas obras e tenham valores a serem acertados devem procurar o Ministério do Trabalho ou a Polícia Federal, o que pode ser feito por telefone ou pelo e-mail [email protected]. Ele frisou ainda que denúncias de desvio de verbas públicas podem ser feitas também no e-mail.

    A participação da população também é indispensável para que seja possível buscar todas as pessoas envolvidas nos processos de contratação das empresas investigadas. No total, participaram da operação dessa sexta-feira 65 policiais federais, dez auditores da Controladoria Geral da União e sete auditores da Receita Federal do Brasil.