Take a fresh look at your lifestyle.

Cuidado com os estelionatários, eles só esperam um momento de descuido

1 318

Golpes aplicados por estelionatários têm sido cada vez mais frequentes no país. Estelionato é o crime de “obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento”. Pelo Código Penal, a pena de reclusão varia de um a cinco anos, prazo que pode ser duplicado caso o estelionato seja cometido contra idoso.

É preciso muito cuidado e atenção, pois geralmente as pessoas que cometem esse crime são bem falantes, educadas e com grande capacidade de criar situações envolventes. Elas observam e escolhem pessoas que sacaram dinheiro em bancos e caixas eletrônicos, ou que acabaram de receber seus salários. Por esse motivo, a Polícia Militar preparou algumas dicas para você não ser uma vítima desse crime.

NA RUA:
– Não ande com grandes quantias de dinheiro nos bolsos ou em carteiras. Sempre que possível, utilize cheques ou cartões, pois é mais fácil realizar o cancelamento.

– Não aceite ajuda de estranhos, principalmente quando você estiver com uma grande quantia em dinheiro. Caso esteja com grandes valores é importante se dirigir a uma agência bancária o quanto antes para realizar o depósito.

– Desconfie de pessoas desconhecidas que se aproximam oferecendo qualquer tipo de vantagem econômica ou recompensa.

– Não comente a respeito de quando você irá ao banco realizar depósitos ou quando vai precisar sair com esses valores. Faça com o máximo de restrição e discrição.

NA AGÊNCIA BANCÁRIA:
– Ao sacar o dinheiro, coloque seu corpo de uma maneira que tampe a senha e o valor. Evite contar as cédulas na agência.

– Não carregue a senha junto ao cartão, verifique se há alguém, mulher ou homem, lhe observando e se houver não faça o saque e avise ao segurança.

– Nunca aceite ajuda de ninguém que não seja o atendente da agência que esteja identificado com crachá.

POR TELEFONE:
– Caso for realizar algum empréstimo, não o faça por telefone, faça pessoalmente e jamais deposite dinheiro algum em contas de empresas que se dizem financeiras de crédito, afinal quem está nesse momento precisando de dinheiro é você e não a financeira.

– Não acredite em recadastramento por telefone. Instituições bancárias, INSS, poder judiciário, operadoras de cartões de crédito, etc., não fazem recadastramento por telefone. Jamais acredite em pessoas que desejam saber suas informações pessoais através de uma simples ligação telefônica.

– Fique atento ao golpe do falso sequestro ou do parente que está com o carro quebrado na estrada. Nessa situação, tente manter a calma e faça uma pergunta que só a pessoa poderia saber. Antes da confirmação não se deve tentar negociar com os criminosos ou fazer qualquer depósito em dinheiro.

Sempre que achar alguma situação estranha, procure a Polícia Militar.

1 comentário
  1. Geraldo Diz

    Fui abordado por um estelionatário em maio deste ano. Foi ao meu trabalho, passando-se por um corretor de seguros. Eu devia adiantar a ele a quantia de R$ 2 500 para dar entrada em um seguro único – vida e patrimônio (veículos, residência, imóveis). Carência de seis meses, sendo que eu continuaria pagando R$ 350 mensais, em boleto. Desconfiei. O indivíduo insistiu. Falei em acionar a polícia e ele se evadiu, resmungando. Havia antes me passado um cartão com endereço de escritório, e-mail e número de celular. Chequei tudo e nada se confirmou.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.