• 15ºC
    Barbacena, MG Previsão completa
  • Contra-Ataque: Viver é melhor do que sonhar

    Sérgio Monteiro

     

    Viver é melhor do que sonhar

     

    Sonhador que sou, cresci acreditando que os sonhos eram o que teríamos de melhor na vida. E também no futebol. Já na vida adulta, ao me deparar, na geladeira da casa da minha irmã, com um adesivo onde estava escrito “Nada lhe pertence mais do que seus sonhos”, tive a certeza de que a vida poderia ser boa, mas os sonhos…ahhh esses seriam sempre maravilhosos. A frase do filósofo alemão Friedrich Nietzsche soou para mim como um mantra. E norteou boa parte dos meus dias desde então.

    Até vir o Atlético de 2021 e colocar tudo isso por terra. Depois de quatro décadas, descubro, ainda meio sem acreditar no que estou vendo, que Elis Regina tinha ainda mais razão: “Viver é melhor do que sonhar”. Não que eu não tivesse o costume de dar ouvidos a Elis. Muito pelo contrário. Mas foi preciso que Menin, Cuca e Hulk me mostrassem que é bem melhor mesmo.

    Embora eu tenha sonhado a vida inteira com esse momento, eu não tinha o discernimento necessário para entender o quão bom poderia ser. Daquele terceiro gol do Keno na Bahia até hoje, os dias estão bem menos cinzentos, apesar dos “apesares” constantes em época de pandemia e dos sustos que a vida nos dá. Aliás, aquele jogo em Salvador é o começo de tudo.

    Por mais atleticana que tenha sido aquela virada, eu desafio qualquer alvinegro a me provar que em seus sonhos os três gols viriam em cinco minutos. E mais: que dois deles seriam do Keno! Se disserem que seria do Éder, do Reinaldo, do Guilherme ou do Hulk, eu aceitaria. Mas do Keno? Improvável até mesmo para quem sempre flertou com a insanidade e gargalhou do impossível.

    Certamente, cada atleticano sonhou esses anos todos à sua maneira. Mas é tão certo quanto isso o fato de todos os sonhos terem doses cavalares de emoção e sofrimento. Aquela coisa bem típica do universo alvinegro, como o gol de cabeça de Léo Silva no apagar das luzes. Ou simplesmente o apagar das luzes seguido por um gol de Guilherme.

    Como explicar então os 13 pontos de frente sobre o segundo colocado? Nem mesmo o fato de 13 ser Galo me convence. E o vice ser o Flamengo está no script dos sonhos de grande parte da Massa. Mas esse Flamengo atual ainda é resquício daquele time montado em 2019 e que vinha, desde Jorge Jesus, colecionando taças. Ou seja: essa imensa diferença não protagonizava sonho algum nesse país.

    Mas não para por aí. Ainda bem! Não bastasse a conquista do Brasileirão, o Galo quer mais. E como quer! Os 4 a 0 diante do xará paranaense, na maior goleada em uma final de Copa do Brasil desde a sua criação, na década de 80, desmascara qualquer sonho. Com dois gols do Vargas então, nem se fala. O chileno, que começou no banco de reservas a partida de domingo passado, passava longe de figurar nos sonhos alvinegros como “o cara” de uma decisão. Ainda que Jason e Paulinho Kiss também não fossem exatamente heróis no sonho de alguém um dia…

    O título da Copa do Brasil ainda não é uma realidade, mas não há desconfiança no mundo capaz de fazer o atleticano desacreditar. E olha que o atleticano é, além de fiel, um desconfiado por natureza. E não lhe faltam motivos para isso: o torcedor alvinegro já viveu uma situação semelhante, quando teve que amargar um vice-campeonato da extinta Conmebol após uma goleada em cima do Rosário Central no Mineirão, seguida por um troco na mesma moeda na Argentina e uma derrota nos pênaltis. Mas aquilo não era real. Nunca foi! Era pesadelo e dos bravos. Hoje os tempos são outros.

    Sem deixar o estilo sonhador de lado, é preciso viver cada segundo desse momento com a máxima intensidade possível. Desfrutar das alegrias que esse time está nos dando e pode nos dar por muito tempo ainda. Obrigado, Galo. Não vou deixar de sonhar jamais e já te vejo campeão do mundo, embora não tenha maturidade para isso. Mas obrigado por me mostrar que sonhar é bom demais, mas viver é ainda melhor.

    Comunique ao Portal Barbacena Online equívocos de redação, de informação ou técnicos encontrados nesta página clicando no botão abaixo:

    Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Aceitar Saiba Mais