• 15ºC
    Barbacena, MG Previsão completa
  • Contra-Ataque: “Ai, credo”, lá vem o Galão mais uma vez…

    Sérgio Monteiro

     

     

    “Ai, credo”, lá vem o Galão mais uma vez…

     

    Ainda em festa, o atleticano precisa virar a chave. Nem deu para curar a ressaca pelo título do Brasileirão, e já é hora de pensar na final da Copa do Brasil. O time inicia, a partir de domingo, a disputa por mais um título nacional, o que pode transformar o ano de 2021 no mais vencedor da centenária história do Galo. Os comandados de Cuca terão pela frente o Athletico-PR, em dois jogos, valendo mais um bicampeonato. E mesmo que o Brasileirão tenha sido eleito por todos como prioridade na atual temporada, a taça e a premiação serão muito bem-vindas. Na verdade, são imprescindíveis para a manutenção de um projeto que parece realmente ter tudo para colocar o Atlético em um outro patamar.

    No embalo da hashtag “todojogoédecisão”, é hora de se concentrar para mais duas batalhas que prometem bastante emoção. Aliás, Galo e emoção são indissociáveis e ninguém é louco o suficiente para questionar isso mais. Nem mesmo a partida festiva diante do Bragantino conseguiu escapar dessa máxima, que faz questão de acompanhar o torcedor alvinegro desde o berço.

    Para que o time titular não corra riscos de lesão e ganhe mais tempo para se recuperar das festas dos últimos dias, o técnico Cuca certamente levará a Porto Alegre, para a última partida válida pelo Brasileirão 2021, um time completamente desfigurado. Está certo, uma vez que o foco tem que ser total nos duelos contra o Furacão, adversário que costumeiramente complica a vida dos mineiros.

    O primeiro jogo da decisão será em Belo Horizonte, no domingo. Fazer o dever de casa e, se possível, abrir uma boa vantagem, é a meta do Galo, que decidirá a competição em Curitiba, na quarta-feira da semana que vem. Cuca demonstrou, durante toda a temporada, ter o elenco nas mãos, além de conseguir imputar a esse time um equilíbrio emocional fora do comum. Esses são os grandes trunfos do alvinegro para alcançar a meta. Além da qualidade do time e do apoio incondicional de seu torcedor, é claro.

    A venda de ingressos ainda nem começou, mas é certo que a torcida atleticana vai, mais uma vez, lotar o estádio, o que deixa o ambiente muito favorável. Apesar da conquista do Brasileirão, o sentimento entre os alvinegros é de que a guerra não terminou. Erguer também a Copa do Brasil é uma resposta a muita gente. Afinal de contas, o que tem de invejoso tentando desfazer do título alvinegro não é brincadeira. Sorte que dor de cotovelo dá e passa.

    O Atlético não pode deixar o momento passar. Tem que aproveitar a fase de ouro, consequência dos investimentos milionários feitos no time e de um trabalho extremamente bem feito por Cuca e sua comissão, para acumular o máximo de conquistas possíveis. Faz bem ao ego de seu torcedor e aos bolsos do clube.

    O atleticano, que tanto soube esperar, agora está literalmente a dois passos do paraíso. Depois de tantas frustrações, hoje flerta com o melhor dos mundos. Parece que finalmente os deuses do futebol lembraram da Massa. Chegou a hora! E saber festejar é pré-requisito para torcer para o Galo. Bica, bicudo, que sua fiel e apaixonada torcida já entendeu que esse ano o Carnaval é fora de época em Minas Gerais. No embalo do hit do momento – “ai credo, o Galão ganhou mais uma vez” -, o atleticano não tem hora para encerrar a festa. E nem quer! Bom preparar o fígado e a carteira, porque esse Galo não está pra brincadeira…

     

    Imagem

     

    Crédito – Fábio Barros / Agência F8 / Estadão Conteúdo

    Comunique ao Portal Barbacena Online equívocos de redação, de informação ou técnicos encontrados nesta página clicando no botão abaixo:

    Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Aceitar Saiba Mais