Take a fresh look at your lifestyle.

Consulta médica com um Clínico Geral

A crônica de Francisco Santana

0 128

– Vamos entrar senhor Alberto. Quem é vivo sempre aparece. Pode se assentar.

– Com licença, bom dia doutor!

– Como vão as coisas? Tem pescado muito?

– Pesco de duas a três vezes por ano no rio Araguaia e sobre como vão as coisas, é o senhor quem vai me dizer no final da consulta.

– Trouxe os exames que lhe pedi há tempos?

– Trouxe sim. Estão todos aí.

– Vamos ver. A taxa da glicose continua oscilando. Ela aumentou muito nesses três últimos exames. Vou lhe indicar uma consulta com uma endocrinologista para esclarecimentos. Você tem comido muito doce? Na última consulta você me disse que é um devorador de sorvetes e que iria parar de tomar. Ficou só na promessa?

– Não consigo parar doutor. Depois do almoço sempre me dá vontade de colocar algo doce na boca. A fruta não me sacia.

– Você come bem ou come muito?

– Prefiro a opção “come muito”. Não sou chegado a me alimentar de verduras, legumes e frutas. Gosto mesmo é comer pizza, carnes, macarrão, feijoada, sanduíches e por aí vai.

– Você me parece acima do peso. Isso é fruto dessa má alimentação. Vou lhe indicar uma consulta com uma nutricionista. Tem praticado esportes? Caminhadas, natação, pilates ou freqüentado academia?

– Não! Sou um sedentário confesso. Eu caminhava todos os dias com a minha esposa e ela parou alegando que sou devagar e falo muito.

– É sempre bom ter alguém para caminhar ao nosso lado como incentivo. Eu vou lhe indicar um treinador pessoal. Tem um e uma. Vou lhe dar os cartões de ambos e você faz a escolha. Eles são bons e dedicados. Você está me ouvindo bem?

– Ouço muito mal, minha esposa e meus filhos reclamam do volume alto da televisão.

– Bom! Eu vou lhe indicar uma consulta com um otorrinolaringologista para ele analisar essa audição deficiente e analisar também esse pigarro que está lhe incomodando. Você está com 55 anos. Já consultou alguma vez com um geriatra?

– Não senhor.

– Então vou lhe indicar um porque já passou da hora e precisamos envelhecer com saúde e evitar doenças provocadas por ela. Agora eu quero que você vá ao banheiro, tire a camisa, fique de cueca e vista aquele calção azul que está no cabide. Depois você vai se assentar naquela cama. Combinado?

– Sim senhor.

– A endocrinologista, nutricionista e o treinador pessoal vão lhe auxiliar na alimentação correta e exercícios físicos e com certeza você perderá peso. Encha os pulmões de ar! Solta. Encha novamente! Solta. Você fuma? Que loucura! Dois maços por dia! Vou lhe indicar um pneumologista para fazer uma avaliação. Que pinta é essa no seu ombro? No último exame você não a tinha. Ela coça? Dói?

– Doer não, mas coça muito. Como minha mão não a alcança eu me coço esfregando na parede.

– Para desencargo de consciência vou pedir uma avaliação de um médico dermatologista.  Pode trocar de roupas.

– Bom! Quando desceu da cama percebi que você fez uma cara feia, disse “aí” e saiu mancando. Sentiu algum desconforto? Alguma dor?

– Futebol de fim de semana dá nisso, doutor. Tive uma torção no joelho esquerdo, ele inchou, coloquei gelo, a dor passou e agora ele dói vez em quando.

– Precisamos ver isso, vou lhe indicar um ortopedista para avaliações. Com esse problema o Tite não vai lhe convocar para a seleção brasileira de futebol.

– Enquanto trocava de roupas revi seus exames e percebi que o seu PCA está acima da taxa normal e há sangue oculto nas fezes. Precisamos averiguar isso. Estou lhe recomendando uma consulta com um urologista para análise. Quando foi a última vez que fez o toque retal? Tem algum caso de câncer de estômago ou intestino na família.

– O último exame de toque que fiz já tem uns três anos agora, câncer de intestino e estômago tem alguns casos na família.

– Alberto, com saúde não se brinca, é bom se prevenir. Vou lhe indicar uma consulta com um proctologista. Pronto! Agora é esperar pelos resultados dos exames. Não demore em fazê-los. Quando estiverem prontos traga-os para reavaliações. Combinado?

– Meu Deus! Quantos exames! Eu acho que o senhor se esqueceu do principal.

– São exames de rotina. O que foi que eu me esqueci?

– O senhor se esqueceu de me indicar que funerária devo usar.

– Engano seu, eu não me esqueci. É como lhe disse, vou aguardar os resultados dos exames para depois lhe indicar a funerária a ser utilizada. Vou também lhe indicar um Advogado competente para fazer o seu inventário bem uma funcionaria amiga do INSS, para ajudar sua esposa no andamento na sua papelada.

Meus pais diziam que antigamente os médicos eram especialistas em tudo e curavam todos os males.

Ambos se cumprimentaram, riram muito e se despediram.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.