Take a fresh look at your lifestyle.

Cidade entra na rota da transmissão comunitária. Boletim de domingo apresenta aumento de casos suspeitos em Barbacena

5 15.505

E o domingo (22) vai se encerrando com uma notícia preocupante. De sábado para domingo foram 16 novos casos suspeitos de coronavírus. Ao todo a cidade tem 70 casos considerados suspeitos e dois descartados.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, na quinta-feira (19), o município de Barbacena foi considerado local com transmissão comunitária para COVID-19, bem como todo território nacional. “A estratégia para identificação da circulação viral no município será realizada através da vigilância da Síndrome Gripal (SG) em unidades sentinelas e da vigilância universal da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG)”. Na noite de domingo (22) o município emitiu uma série de recomendações:

Orientações para a vigilância dos casos

Definições de casos suspeitos

  • Síndrome gripal (SG) – indivíduo com febre, mesmo que referida, acompanhada de tosse ou dor de garganta E com início de sintomas nos últimos 7 dias.
  • Síndrome respiratória aguda grave (SRAG) – indivíduo hospitalizado com febre, mesmo que referida, acompanhada de tosse ou dor de garganta e que apresente dispneia ou saturação de O2 menor que 95% ou desconforto respiratório ou que evoluiu para óbito por SRAG independentemente de internação.

As definições acima são independentes da história de viagem, contato com casos suspeitos ou confirmados de COVID-19. Todos os casos de SRAG devem ser discutidos por telefone no plantão da VIEP 24h presencial na SESAP: (32) 98867-3320, (32) 98863-3141 e (32) 3339-2189.

Notificação e coleta de exame (swab) para pesquisa de vírus respiratórios

  • Casos de Síndrome Gripal: Notificação imediata por telefone à VIEP nos telefones de plantão e sem coleta de exames para pesquisa de vírus respiratórios.
  • Casos de SRAG: Notificação imediata por telefone à VIEP nos telefones de plantão; Notificação em ficha própria de SRAG; Encaminhamento em até 24 horas da ficha de SRAG para a VIEP. Será realizada coleta de swab para pesquisa de vírus respiratórios, incluindo SARS-Cov 2, para os pacientes internados em qualquer unidade de internação de Barbacena. Não há, nesse momento, definição de prazo máximo para a coleta de exames.

 

Profissionais de saúde: Para os profissionais de saúde que estão na linha de frente de atendimento dos casos e que apresentarem sintomas respiratórios, a coleta de swab para pesquisa de vírus respiratórios poderá ser realizada e priorizada. Estes profissionais precisam ser afastados até o resultado de exames OU até preencher os critérios de suspensão do isolamento domiciliar descritos abaixo. O profissional deve fazer contato telefônico com o plantão da VIEP que o direcionará para coleta no Centro de Controle de Endemias (CCE). Notificação em formulário on-line (http://bit.ly/notificaCOVID19) E ficha própria de SRAG. Laboratórios privados devem comunicar imediatamente à VIEP quaisquer resultados positivos para vírus respiratórios.

Isolamento domiciliar de casos suspeitos

Os pacientes suspeitos de síndrome gripal (sem necessidade de internação) deverão permanecer em isolamento domiciliar, com restrição de deslocamento nas áreas comuns do domicílio e utilizar máscara cirúrgica. O término do isolamento está indicado quando o paciente preencher os três critérios abaixo: ausência de febre por no mínimo 72 h sem uso de antitérmico; melhora dos outros sintomas (ex: tosse ou dispneia); passados 07 dias após o início dos sintomas.

Os pacientes com quadro de síndrome gripal devem ser alertados para o surgimento de sinais de alerta ou de gravidade. Nessas situações, deverão procurar atendimento médico imediato.

As orientações foram assinadas por  Maurício Becho Campos – Júnior (Chefe da Vigilância Epidemiológica), Luciano Otávio Baeta Chartone de Paula (Diretor de Vigilância e Ações em Saúde), Hebert José Fernandes (Infectologista) e Marcilene Dornelas de Araújo (Secretária Municipal de Saúde Pública)

5 Comentários
  1. Wellen Diz

    Querendo ou não, existe contato diário de viajantes entre Belo Horizonte e Barbacena até mesmo com conduções próprias. É necessário até mesmo para a transferência de casos suspeitos para fazer o teste como o ministério da saúde nos informam. E a empresa Rivelli? Vários funcionários de família que necessitam do emprego e tem seus pais, avós e filhos em contato ao voltar pra casa. Temos que agir pela fé, e pensarmos no dinheiro como o dono da empresa?! Fingirmos que não temos sentimentos, como hoje no meu dia de folga não pude visitar meu filho por um ato de amor pelo motivo de estar socializando com várias pessoas no mesmo local de serviço! E ao que devemos questionar se precisamos de um emprego, por causa de um papel que comove o mundo inteiro, mais não paga a saudade e a dor! Será que realmente algum dia veremos a força da segurança do trabalho?

    1. Pedro Diz

      Então, como que pode ser transmissão comunitária do COVID sendo que “ainda” não testou positivo no município? Tem algo muito estranho aí! Outra questão, é a questão não só da Rivelli como outros estabelecimentos q ainda insistem em mandar seus funcionários trabalharem. Quero ver os donos irem trabalhar tb.

  2. Rafael Diz

    Não entendo a demora para o diagnóstico do novo coronavirus… qual é a explicação???

  3. wellington Diz

    Tbm não consegui entender isso ate agora……..Transmissão comunitária, mas so tem casos suspeitos, nenhum conformado….Ta muito estranho isso……Devem estar mentindo para não aterrorizar a população….Porem se estiverem fazendo isso, é de uma irresponsabilidade brutal, pois as pessoas vao continuar circulando por todos os lados, pois vão pensar, ahh so tem caso suspeito, nenhum testou positivo….
    A sociedade precisa cobrar, não existe isso de investigação a mais de 15 dias…..Ja deveriam ter os resultados.

  4. Deborah Diz

    Semana passada meu filho apresentou dor de garganta, tosse, ficou um pouco febril…. nao teve contato com pessoa infectada ou que viajou…liguei pra uns números de um plantão sobre o covid19, me disseram pra procurar o posto do bairro. No posto, apesar de ter médico, não tem atendimento, tanto lá qto por telefone me disseram pra procurar atendimento só em caso de febre alta por mais de 3 dias!!! Dai vc nao pode automedicar!!! Pq pode encobrir algo serio… hj estou começando a gripe, faço o que? “Apesar de ter quase certeza de que é uma gripe comum…. mas é se não for?

Responder a Pedro
Cancelar resposta

Seu endereço de email não será publicado.