• 9ºC
    Barbacena, MG Previsão completa
  • Capelão da EPCAR participa de conferência internacional

    O Centro de Capelania das Forças Armadas (AFCC – Armed Forces Chaplaincy Center) patrocinou e sediou, nos dias 7 a 9 de julho, uma conferência inaugural da Beckett House Religião e Defesa, com o objetivo de refletir sobre o papel da religião no fim do conflito armado e na cura de suas cicatrizes. O evento fez parte da Rede Internacional para o Estudo da Guerra e da Religião no Mundo Moderno, que foi criada em 2009, quando o AFCC tinha sede na Amport House, para promover uma maior comunicação e colaboração entre os estudiosos que trabalham na área da guerra e religião do século 18 até os anos atuais. 

    Participaram representantes da Alemanha, Estados Unidos, Reino Unido e Brasil. Entre os delegados e representações internacionais estava o capelão evangélico da Escola Preparatória de Cadetes do Ar (Epcar), Major Claunei Cristian Delgado Dutra, único brasileiro a participar da conferência, com a apresentação de seu artigo com o tema “Capelania militar brasileira e sua contribuição para os esforços da paz”. 

    O artigo de Major Crístian, que é aluno do programa de pós-graduação em ciências aeroespaciais (PPGCA) da Universidade da Força Aérea (UNIFA), teve como coautores o Tenente Coronel Aviador André Cardoso Moura, Subcomandante do corpo de alunos da Epcar e também instrutor no Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil (CCOPAB) e o Capitão Especialista Doutor Henrique de Souza Rocha, que é professor titular no PPGCA da UNIFA. De acordo com o capelão, o seu artigo foi desenvolvido com base em experiências vividas por capelães brasileiros em diversas missões de paz no exército e na marinha, em conflitos externos e internos, como nas operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO).  “Foi uma experiência inédita, desafiadora e gratificante falar em inglês para um grupo tão seleto de pesquisadores europeus e norte americanos da área de defesa e religião. Agradeço a Deus, ao meu comandante Brigadeiro Silva Mendes, que me noticiou sobre a conferência e aos meus colegas, Tenente-Coronel Moura e Capitão Rocha, que aceitaram o desafio”, finalizou.