Take a fresh look at your lifestyle.

Bombeiros alertam para o perigo dos acidentes com anéis

0 965

Não é raro o plantão do Corpo de Bombeiros ser procurado por pessoas com os dedos presos por anéis. O caso mais recente foi registrado na tarde de domingo (06), quando um homem de 37 anos foi ao quartel apresentando o dedo anelar inchado devido à estar praticando vôlei. A vítima contou que sofreu uma pancada com a bola e não retirou o anel, porém o dedo ficou inchado.

Os Bombeiros verificaram que não haveria jeito de retirar através dos métodos tradicionais como o barbante, fio dental o mesmo passando óleo no local. Com o uso de uma ferramenta chamada micro-retífica, o anel foi cortado para liberar o dedo do homem. Segundo o Sargento Alberto, com 27 anos de serviço, já virou rotina este tipo de atendimento onde os bombeiros somente em Barbacena registram uma média de 20 ocorrências por mês. “Fica a orientação para as pessoas, principalmente quando na prática de esportes que utilizam bastante as mãos, como vôlei e basquete que elas retirem os anéis, pois em caso de contato ou pancada as mãos e os dedos podem inchar prejudicando e incomodando bastante. A ferramenta micro retifica é muito usada, e até mesmo os hospitais mandam às vítimas virem para o quartel, comentou.

Entre todos os casos, o que chamou mais a atenção dos bombeiros foi no mês de novembro quando uma criança de 2 anos veio no colo da mãe e apresentava o dedo preso a um ralo de metal, usado em banheiros. A mãe explicou que a criança brincava na casa, entrou no banheiro e prendeu o dedo. Com muita calma e paciência, os bombeiros salvaram o garotinho.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.